Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Parceria gera resultados na Colônia Penal


Trata-se do Projeto Cultivando a Liberdade que tem o objetivo de fomentar a produção de hortaliças e está sendo colocado em prática pelo Conselho da Comunidade e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária de Rondônia (Seapen). A iniciativa conta também com o apoio da Vara de Execuções Penais da Comarca de Porto Velho, Ministério Público e Ong Acuda-Sest/Senat (Associação Cultural de Desenvolvimento do Apenado e Egresso).

De acordo com a Direção da Colônia, os trabalhos começaram no dia 9 de julho do corrente ano com cerca de 10 apenados na construção do galpão que servirá de apoio para o cultivo das mudas na horta. “Hoje são 52 presos que estão trabalhando somente no trabalho laboral da limpeza do terreno e preparação da terra e mudas para o plantio”, informaram os diretores Gilson de Jesus Gabriel e Walney de Andrade Costa que trabalham na gestão compartilhada do Estabelecimento Penal.

A autoria do Projeto é do Conselho da Comunidade considerado um grande braço na área jurídica para o sistema prisional. Sua criação é de responsabilidade do juiz de cada comarca. Pela Lei de Execução Penal, todo juiz deve criar este grupo para apóia-lo, atuando dentro dos presídios. Inclui pessoas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), comerciantes, profissionais da área social e representantes de entidades sociais.

A presidente do Conselho da Comunidade de Porto Velho, Maria Inês Spuldaro, enfatizou o papel do Conselho como instrumento de reinserção social dentro dos presídios. “Nós não queremos fazer política, nossa responsabilidade é contribuir para um sistema penitenciário mais humano, colocando em prática projetos em parceria com o Estado para ajudar na reinserção social nas Unidades Prisionais. Como representantes da comunidade, não devemos fechar os olhos para aqueles que foram privados de liberdade. Cumprir esse papel é essencial para ajudar a tornar o mundo menos violento”, declarou se referindo ao início dos trabalhos na Colônia como somente um dos primeiros projetos a serem implementados no sistema prisional.

Segundo o Projeto Cultivando a Liberdade, cerca de 35 apenados devem ser beneficiados diretamente com a remissão de pena – a cada três dias de trabalho, desconta um no cumprimento da pena -, além da renda que deverá ser gerada com a venda da produção de hortaliças.

Fonte: A/I SEAPEN - Decom

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Alero começa a exibir reportagens especiais sobre a importância do homem do campo

TV Alero começa a exibir reportagens especiais sobre a importância do homem do campo

Em um esforço para destacar a importância da atuação parlamentar em prol de produtores rurais rondonienses, a TV Assembleia produziu uma série de r

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

O ginásio Cláudio Coutinho, em Porto Velho, recebeu entre os dias 08 e 09 de junho, mais de 500 atletas que participaram do Campeonato Estadual de J

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

O cenário político em Candeias do Jamari se aquece com a recente novidade da pré-candidatura do empresário Daniel Moraes Pit Bull, filiado ao partid

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

A Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR) distribuiu e deliberou projetos durante reunião ordinária, na manhã desta terça-feira (11).

Gente de Opinião Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)