Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Para presidente da OAB é prematuro acusar os Cinta Larga por assassinato


Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rondônia, Hélio Vieira, disse nesta terça-feira que ainda é cedo para falar do envolvimento de índios da etnia Cinta Larga no assassinato do advogado Valter Nunes na última sexta-feira , em Cacoal, em Rondônia. - Nós não temos nenhuma informação da Polícia Civil de que os índios estão envolvidos. A OAB está aguardando um pronunciamento oficial do delegado de policia e do promotor que está acompanhando o caso - disse Vieira. O presidente da OAB-RO fez a ressalva de que a polícia não descarta essa hipótese. No dia 21 de março, outro advogado sofreu uma tentativa de homicídio. Dois pistoleiros entraram no escritório de Zílio Cézar, mas foram imobilizados e presos. Na cadeia, eles disseram ter agido a mando de um cacique cinta larga. O índio foi acusado de ter pago R$ 15 mil aos matadores e também está preso. - Realmente, os pistoleiros tentaram matá-lo, e o inquérito chegou à conclusão do envolvimento do índio. Mas a questão do Valter Nunes, a polícia ainda está investigando - disse Vieira. Segundo ele, o advogado estava cuidando do caso de Zílio Cézar, quando foi assassinado a tiros por três homens encapuzados. De acordo com o representante indígena do Fórum das Organizações do Povo Paité-Suruí de Rondônia Henrique Suruí, o assassinato do advogado Valter Nunes está preocupando a população indígena de Cacoal. - Estamos passando um período muito difícil no município. A população está revoltada contra a comunidade indígena e isso é muito ruim pra nós. Estamos pedindo para a Funai mandar uma comissão de procuradores e uma de direitos humanos para investigar bem isso porque nós não queremos que seja falado o nome do povo indígena sem saber quem foi o mandante do assassinato - disse ele. Ainda de acordo com o índio suruí, a polícia precisa trabalhar nas investigações para que os verdadeiros culpados sejam responsabilizados. - Se um índio for culpado, então fale o nome dele, mas para isso nós pedimos que a Justiça investigue bem.

Gente de OpiniãoDomingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Alero divulga programação na 11ª Rondônia Rural Show Internacional, em Ji-Paraná

Alero divulga programação na 11ª Rondônia Rural Show Internacional, em Ji-Paraná

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) estará presente na 11ª Rondônia Rural Show Internacional (RRSI) que acontece de 20 a 24 de maio, no Cen

Vereador Everaldo Fogaça tem requerimento aprovado para recuperação da ponte sobre o Rio das Garças em Porto Velho

Vereador Everaldo Fogaça tem requerimento aprovado para recuperação da ponte sobre o Rio das Garças em Porto Velho

Na sessão desta terça-feira da Câmara Municipal de Porto Velho, o vereador Everaldo Fogaça (PSD) teve seu requerimento aprovado pelos vereadores. O

Deputado Marcelo Cruz anuncia reajuste salarial para servidores da Alero

Deputado Marcelo Cruz anuncia reajuste salarial para servidores da Alero

O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero), deputado estadual Marcelo Cruz (PRTB), anunciou nesta terça-feira (14) uma revisão anual

Dra. Taíssa visita comércios e fala sobre emenda de R$2 milhões para asfaltamento em Jacinópolis

Dra. Taíssa visita comércios e fala sobre emenda de R$2 milhões para asfaltamento em Jacinópolis

Moradores de Jacinópolis, distrito de Nova Mamoré, sofrem há anos com poeira e muita lama nas ruas. Os mais afetados são os comerciantes que precisa

Gente de Opinião Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)