Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Política

OPERAÇÃO DOMINÓ: Gravações feitas com autorização da Justiça


Agência O Globo RIO - As investigações da Polícia Federal de Rondônia mostraram que o esquema de corrupção no estado se espalhou por todos os poderes. Segundo a PF, foram desviados R$ 70 milhões dos cofres públicos. Gravações feitas com autorização da Justiça comprovam a troca de favores entre as principais autoridades do Estado. Os trechos fazem parte de processos que tramitam no STJ em Brasília e no Tribunal de Justiça de Rondônia. As conversas mostram a negociação do presidente da Assembléia Legislativa do estado, Carlão de Oliveira, com o ex-procurador geral, José Carlos Vitachi,para a libertação de três funcionários da casa, presos por desvio de dinheiro público. Carlão: Falou com o Walter? Vitachi: Falei com a pessoa certa, está tudo certo, fica tranqüilo. Em 23 de dezembro, o Ministério Público dá parecer favorável e a Justiça manda soltar os presos. Em troca, Carlão promete aprovar o aumento dos salários dos procuradores. Mas a aprovação demora e o ex-procurador pressiona o presidente da Assembléia. Vitachi: Se isso acontecer, Carlão, vocês não vão suportar o Ministério Público. Eu vou ficar numa situação horrível, entendeu? Aí eu vou recolher meu time e as coisas vão andar por um caminho que não vai ter volta. O aumento foi aprovado em janeiro. Segundo a polícia, Carlão também negociou a liberação dos bens dele, bloqueados no ano passado. A moeda de troca agora é aumento salarial para desembargadores e juizes e conselheiros do Tribunal de Contas. O acordo teria sido costurado pelo presidente do Tribunal de Justiça Sebastião Teixeira, que está preso. O aumento foi aprovado em junho. O governador vetou mas a Assembléia manteve a decisão. Parte dos bens de Carlão de Oliveira foi liberada, mas um juiz substituto manteve o bloqueio. Quando descobriu, o presidente da Assembléia reclamou com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Edílson de Souza Silva, que também está preso. Carlão: Rapaz você está mentindo para mim... dia 6, ele já deu efeito suspensivo. Edílson: Não, você está onde? Carlão: Eu estou saindo de casa, a doutora chegou aqui com a complicação. Edílson: Não, mas... você quer que eu vou falar com você? Carlão: Falar com o c..., vocês são tudo um bando de traíra. Edílson: Não, não... Na semana passada, 23 pessoas foram presas pela Operação Dominó. No domingo, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou hábeas-corpus para Vitachi, Teixeira e Carlão.

Mais Sobre Política

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Um dos setores mais afetados com a pandemia do coronavírus é o setor de eventos e entretenimento. Há mais de um ano parado, o segmento enfrenta inúm

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

O presidente da Câmara, João Paulo Pichek (Republicanos), disse que desde abril estava dialogando com o Sindicato dos servidores públicos de Cacoal