Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

OAB terá comissão para acompanhar projeto das hidrelétricas do Madeira


As usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Girau, no rio Madeira, são obras
da maior importância para o desenvolvimento de Rondônia, em particular, e
da região Norte como um todo deve merecer a atenção de toda a sociedade através
de suas instituições representativas. A partir desse entendimento, o presidente
da Seccional Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil, advogado Hélio Vieira,
vai constituir nos próximos dias uma comissão para acompanhar o assunto.

A intenção da OAB, segundo explica Hélio Vieira, é acompanhar e participar
de todos os debates que envolvam a questão da construção das duas hidrelétricas
que, num primeiro momento vai dar uma importante contribuição ao desenvolvimento
do estado com a geração de emprego e, numa etapa posterior, através da geração
de impostos. A construção do parque hidrelétrico do Madeira colocará Rondônia
no patamar de outros estados mais desenvolvidos.

Para isso, adianta o presidente da OAB, é importante que a sociedade saiba
de tudo que está acontecendo em relação aos primeiros passos desse projeto.
É exatamente dessa forma que a comissão da OAB pretende se portar em relação
ao projeto: ser os olhos da sociedade, explica Hélio Vieira, justificando
a necessidade de a Ordem acompanhar os detalhes do projeto.

Para melhor acompanhamento do trabalho e facilitar o encaminhamento de eventuais
relatórios ou documentos produzidos pelos advogados que vão compor a comissão,
Hélio Vieira pretende convidar para a tarefa, além daqueles que manifestarem
interesse pelo assunto, os três conselheiros federais e alguns ex-presidentes
da OAB.

O presidente da OAB adianta, no entanto, que a comissão designada pela OAB
vai trabalhar da forma como a Ordem atua em tudo que faz: com transparência
e honestidade de propósito. Se houver alguma variável que venha prejudicar
a população, a OAB será a primeira a vir a público denunciar, afirma Vieira,
acrescentando que os problemas devem ser debatidos e solucionados, mas de
forma alguma utilizado como pretexto para impedir que a obras se concretize.

Fonte: Carlos Araújo

Mais Sobre Política

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que  investiga fraude em fundos de pensão

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que investiga fraude em fundos de pensão

Por determinação do Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a Operação Grand Bazaar, visando desarticular um “esquema cri

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di