Porto Velho (RO) sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

O juiz e a Sociedade é tema no Congresso de Magistrados


Com a temática O Juiz e a Sociedade e a proposta de promover e intensificar o debate de assuntos atuais e inovadores nos relacionamentos entre a Justiça e a comunidade foi realizado de 22 a 24 de novembro, na cidade de Guajará-Mirim,  o IV Congresso de Magistrado do Estado de Rondônia. O Congresso é uma realização da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia - Ameron, com apoio do Tribunal de Justiça de Rondônia, Escola da Magistratura - Emeron e da Bovespa - A Bolsa Do Brasil.

A palestra de abertura foi proferida pela desembargadora Zelite Andrade Carneiro, que discorreu sobre a atual situação do Brasil e a função da magistratura. "A magistratura é uma só. Os nossos propósitos de servir a sociedade são únicos. Temos o dever de manter a credibilidade na administração pública. A boa vontade é o que faz do nosso Poder Judiciário um dos mais dinâmicos do Brasil. Sempre inventando e reinventado formas de estar mais próximo da comunidade. Nos últimos anos apresentamos a média de 93,7% de processos resolvidos. Isto mostra a atuação de uma magistratura jovem que se entrega de cabeça". A desembargadora lembrou, ainda, a meta da administração pública de estar sempre focada para o interesse público. "Quando estamos investidos no cargo somos o próprio Estado e devemos agir com total imparcialidade e atender as nossas demandas, trabalhando duro para a pronta distribuição da Justiça".

Em seguida, houve o lançamento da revista da Revista da Emeron nº 16, Edição Especial - Estudos em Homenagem ao desembargador Dimas Ribeiro da Fonseca. O vice-diretor da Emeron, juiz Alexandre Miguel fez a apresentação da revista. A Ameron também entregou uma placa ao desembargador que ficou emocionado. "Esta noite ficará como a mais feliz da minha vida. Em função do cargo, já fui homenageado diversas vezes, em diferentes e distantes lugares. Mas esta é a homenagem que mais me abalou, pela alegria de acontecer neste lugar de história maravilhosa, acolhedor dos povos mais diversos, e por ser espontânea e prestada por pessoas que vejo com grande alegria crescer e construir a Justiça, que continuará a alimentar os sonhos que alimentei e para os quais dei o melhor de mim", agradeceu Dimas.

Palestrantes destacam fatores de integração da Justiça com a sociedade

A visão administrativa dos tribunais para a atuação de um Judiciário gestor de políticas públicas foi a abordagem feita pelo desembargador federal aposentado Vladimir Passos de Freitas, na palestra "A efetividade na administração da Justiça", proferida no dia 23 de novembro. Vladimir Passos mostrou aspectos do Brasil antes e depois da Reforma do Judiciário e exemplificou problemas comuns internacionalmente. "A Justiça não pode administrar como no passado. A posição antiga era distante e conservadora, atualmente deve ser moderna, atualizada e engajadora, com tendência menos hierárquica". Para ele ser um bom juiz é diferente de ser um bom administrador, sendo que o bom administrador deve ter relevante experiência e liderança caracterizada no planejamento e integração entre as pessoas. "Tem que assumir riscos, valorizar as boas lideranças e pequenas iniciativas, a melhoria das práticas, a humanidade e proporcionar um bom ambiente de trabalho, motivador para todos, com responsabilidade social e transparência", enumerou o desembargador.

 "Bolsa de Valores – Função – Objeto Social – Auto Regulação" foi o tema da palestra ministrada pelo advogado da Bovespa de São Paulo, Fernando Vieira Barbosa Laudares Pereira, que explicou toda a estrutura e funcionamento da Bolsa, além de esclarecer diversas dúvidas a respeito da administração de mercados e níveis diferenciados de gerenciadores corporativos.

O jornalista Paulo Queiroz Bezerra discorreu sobre a "Imprensa, Juiz e Sociedade – Diminuindo distâncias". O palestrante evidenciou a ocorrência de desencontros entre estes dois segmentos, que de um lado tem conservadorismo mais forte e do outro, freqüentes erros de divulgação. "Em benefício da sociedade, o problema vem sendo abordado de forma bem mais eficaz. Há pouco tempo, uma pesquisa realizada pela Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul revelou o ínfimo espaço que o Judiciário ocupava na imprensa. As pessoas costumam aniquilar aquilo que não conhecem. É importante saber como a informação se organiza para formar o chamado Quarto Poder", disse o palestrante que enumerou grandes nomes que ao longo da história tomaram para si este conhecimento.Para um bom relacionamento com a imprensa, Paulo Queiroz indicou aos participantes programas de MediaTraining e uma literatura especializada, como o livro Manual da Fonte, de Geraldo Sobreira.

Os psicólogos do Tribunal de Justiça de Rondônia, Celso Cornélio e Josefina Rica Mourão, desenvolveram diversas atividades voltadas para o tema Saúde Mental. "Este assunto é de extrema importância para a qualidade de vida de um profissional. Integra fatores físicos, emocionais e espirituais. Não há respostas prontas, o objetivo é facilitar o encontro consigo mesmo, e dia após dia, entrar em contato com o aspecto sensorial a fim de trabalhar as dificuldades do cotidiano", explicaram os psicólogos.

A professora de Yoga, Valmir Laranjeiras, fez a demonstração da Terapia do Sorriso. "Esta terapia surgia das observações de médicos e filósofos na Índia, Estados Unidos e Argentina. Surgiu um pediatra que começou a levar palhaços para visitarem as crianças doentes, que tiveram um recuperação mais rápida. Fizeram palestras com vídeos de tragédias e sobre o valor do sorriso, sendo que nestes observaram um aumento de hemoglobolina (substância que aumenta os anticorpos). Na índia iniciou-se o movimento mundial do riso - Chandigar, em que as pessoa se reúnem para contar piadas e sorrir, imitando, ainda, os animais na risada", contou Valmir, explicando que o objetivo da terapia é utilizar os benefícios do sorriso para conservar a saúde e transcender as dificuldades.

No sábado, dia 24 de novembro, o desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia, Roosevelt Queiroz Costa, apresentou aos participantes questões relevantes de suas experiências na judicatura. Os magistrados debateram atividades desenvolvidas perante a sociedade, e a Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia – Ameron realizou uma reunião, na qual foram apresentados os informes da diretoria.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política

Importante conquista para Rondônia: Presidente Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária.

Importante conquista para Rondônia: Presidente Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária.

Para o presidente Jair Bolsonaro e o governador Marcos Rocha o objetivo da Medida Provisória é a de simplificar e modernizar o processo. Ao todo, ma

Assembleia Legislativa limpa a pauta antes de aprovar o Orçamento 2020

Assembleia Legislativa limpa a pauta antes de aprovar o Orçamento 2020

Na sessão ordinária e nas extraordinárias realizadas na tarde desta terça-feira (10), além de aprovar o Orçamento 2020 e apreciar os vetos do Execut

 Vereadora Cristiane Lopes e SINJOR realizam evento sobre medida que extingue registro profissional

Vereadora Cristiane Lopes e SINJOR realizam evento sobre medida que extingue registro profissional

Jornalistas de Porto Velho reuniram-se na Câmara Municipal de Porto Velho, para discutir os efeitos da Medida Provisória 905/2019, que extingue a

Governo atende pedido do deputado Adelino Follador e abre processo seletivo na Idaron

Governo atende pedido do deputado Adelino Follador e abre processo seletivo na Idaron

O pedido foi apresentado ao governador Marcos Rocha (PSL) pelo deputado Adelino Follador (DEM), após visitas nas sedes das Agências de Defesa Sanitári