Porto Velho (RO) terça-feira, 11 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Política

NOTA DE ESCLARECIMENTO A IMPRENSA


IVO CASSOL QUER CALAR IGREJAS E ENTIDADES

Como Cristãos comprometidos com a fé e a política, as entidades: Diocese de Ji-Paraná; Projeto Padre Ezequiel; Cáritas Diocesana; Conselho de Leigos; IECLB - Sínodo da Amazônia e o Fórum Transparência Ji-Paraná, lançaram o Cartaz "CHEGA DE CORRUPÇÃO, PROPINAS, FALTA E ÉTICA E IMPUNIDADE!" Tudo o que expressa o cartaz já foi amplamente divulgado pela imprensa nacional e estadual. Não há nenhuma novidade.

O fato é que o "cartaz" está produzindo incômodos por parte de alguns envolvidos. O Governador Ivo Cassol ajuizou (processou) uma ação junto ao Tribunal Regional Eleitoral pedindo o recolhimento imediato dos cartazes sob pena de multa, responsabilizando de forma equivocada somente o Bispo da Diocese de Ji-Paraná – Dom Antonio Possamai - pela divulgação do cartaz.

Não foi equívoco colocar a foto do senhor Ivo Cassol no cartaz. É sabido que ele está sendo processado no Superior Tribunal de Justiça (STJ): Inquérito 450, registrado no STJ com o n° 2004/0129980, investigado por envolvimento na extração ilegal de Diamantes e contrabando, na reserva Roosevelt; Ação Penal n° 401, registrado no STJ com o n° 2004/0071386 sob a acusação de fraude em licitação, desvio de dinheiro público e formação de quadrilha ou bando , sem falar na petição do Ministério Público Federal, n° 2528 de 2004, que foi arquivada, mas que investigava sobre a informação do Governador que disse que iria mandar invadir as 48 unidades de conservação do Estado, inclusive as reservas federais e que o STJ anexou tal ação ao Inquérito 450, que tramita no mesmo Tribunal, fatos que foram amplamente divulgados pela imprensa estadual e nacional, sendo o único governador a ser processado por essa Corte.

As entidades acima citadas, três delas pessoas jurídicas e as demais organismos, assinaram o cartaz exercendo seu direito Constitucional que garante a livre manifestação de pensamento.

Se os políticos acusados de corrupção e que dilapidaram o patrimônio público tem o direito de participar das eleições, fazer suas propagandas, distribuir e pregar seus cartazes, entrar nas casas das pessoas através do Rádio e da Televisão para pedir votos e para continuar pilhando a coisa pública, também a sociedade civil tem o direito de se manifestar contra esses políticos, não podendo ser coibida pela Justiça Eleitoral.

O cartaz não tem a intenção de difamar ninguém, mas apenas orientar os cidadãos sobre o momento eleitoral em que vivemos. Sua publicação não representa um ato isolado, mas faz parte de um projeto de conscientização dos eleitores promovidos pelas Igrejas e pelos organismos que o assinam. Não é um projeto desenvolvido somente no Estado de Rondônia, mas em âmbito nacional.

Diante disso, reiteramos a missão evangélica e profética das Igrejas e dos movimentos sociais de denunciar tudo aquilo que fere a vida e a dignidade das pessoas e, exigir respeito para com a coisa pública.

Para PASSAR RONDÔNIA A LIMPO a moralidade administrativa e a ética no parlamento deverão ser os horizontes que guiem os futuros administradores e a consciência dos que os elegerão.

Por fim, aqui fazemos um apelo aos cristãos, homens e mulheres de boa vontade para que não se deixem condicionar pelas ameaças, nem intimidar por retaliações, ainda que sejam pesadas. E serão...

DIOCESE DE JI-PARANÁ / PROJETO PADRE EZEQUIEL / CÁRITAS DIOCESANA / CONSELHO DE LEIGOS / IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL - SÍNODO DA AMAZÔNIA / FÓRUM TRANSPARÊNCIA JI-PARANÁ

Mais Sobre Política

Deputado Laerte Gomes confirma recurso para atender Projeto Sonho Meu de Ji-Paraná

Deputado Laerte Gomes confirma recurso para atender Projeto Sonho Meu de Ji-Paraná

Na última semana, o deputado estadual Laerte Gomes(PSDB) esteve na Fundação de Educação, Cultura, Desenvolvimento Empresarial e Social- JiCredi, par

Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia celebra o Dia da Memória do Poder Judiciário e lança a Mostra “Eleições em Tempo de Pandemia”

Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia celebra o Dia da Memória do Poder Judiciário e lança a Mostra “Eleições em Tempo de Pandemia”

Instituído pelo Conselho Nacional de Justiça por meio da Resolução CNJ nº 316/2020 , o Dia da Memória do Poder Judiciário é celebrado em 10 de maio

Audiência aproximou governadores, Anvisa e União Química para juntos trazer mais vacinas ao Brasil, afirma Confúcio Moura

Audiência aproximou governadores, Anvisa e União Química para juntos trazer mais vacinas ao Brasil, afirma Confúcio Moura

Compra descentralizada de vacinas é tema do debate na Comissão da Covid nesta segunda-feira  As dificuldades enfrentadas pelos estados, o estágio da

Presidente Alex Redano manifesta preocupação com clima de terror no campo, com ameaças de invasões

Presidente Alex Redano manifesta preocupação com clima de terror no campo, com ameaças de invasões

Durante discussão na Assembleia Legislativa, acerca dos crescentes rumores de invasões de propriedades e conflitos no meio rural, o presidente da Ca