Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Neodi garante que não vai retroceder nas medidas moralizantes da ALE


O presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia, deputado Neodi Carlos, afirmou nesta sexta-feira, ao dar posse ao novo diretor de Comunicação da Casa, Roni Viana Cruz, que não vai ceder às pressões e que não pretende retroceder nas medidas moralizadoras do Legislativo Estadual.

"Não vou retroceder um milímetro sequer. Quero deixar claro que caso não consiga implantar as medidas necessárias ao resgate da credibilidade da Assembléia, eu prefiro renunciar ao cargo de presidente e ao mandato parlamentar. Não abro mão de continuar em meu propósito de moralizar e mudar a imagem desta Casa", destacou Neodi Carlos.

Ele reafirmou o seu compromisso de valorizar a quem trabalha, quem contribui para o bom andamento dos trabalhos do poder Legislativo, mas alertou que será rigoroso com quem não cumpre com as suas obrigações.

"Não vamos proteger nem perseguir ninguém, trata-se de cumprir a lei e buscar a moralização e o resgate da credibilidade do Poder Legislativo junto à comunidade. Essa é uma ação que tem o apoio integral da Mesa Diretora e de todos os deputados", explicou o presidente.

Neodi Oliveira voltou a afirmar que não vai admitir que servidor comissionado ou estatutário receba salário sem trabalhar. "Vamos cobrar que cada um cumpra o seu dever, contribuindo para o bom andamento dos serviços, mas não iremos tolerar transgressões nem privilégios, todos serão tratados igualitariamente", completou.

O presidente reforçou que trabalha pela integração efetiva entre os poderes, na construção de um amplo canal de entendimento e de diálogo. "Nossa missão inicial tem sido a de estabelecer um relacionamento institucional cordial com os demais poderes, respeitando a autonomia e a independência de cada um", explicou Neodi.

O deputado destacou que trabalha na construção do entendimento entre o Executivo, Legislativo estadual e a bancada federal, para que o Estado de Rondônia seja o maior beneficiado. "Temos que atuar de modo integrado, buscando atrair recursos, empresas e investimentos para o Estado. Trabalhando em separado, não temos a força suficiente para alavancar o nosso crescimento, gerando empregos e permitindo a melhoria da qualidade de vida das pessoas", explicou.

Fonte: ALE

Mais Sobre Política

ACRE: Eleições da Fieac é marcada por batalhas jurídicas entre candidatos na Justiça do Trabalho

ACRE: Eleições da Fieac é marcada por batalhas jurídicas entre candidatos na Justiça do Trabalho

O processo eleitoral na Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), cujo pleito ocorreu nesta segunda-feira (14), foi e está sendo marcado pel

Servidor e Deputado Federal Criticam o Fim do Ministério do Trabalho

Servidor e Deputado Federal Criticam o Fim do Ministério do Trabalho

O Fim do Ministério do Trabalho é Retrocesso, afirma o servidor público Brunno Oliveira.Criado pelo então Presidente Getúlio Vargas em 1930 chega a

Ouvidoria/TCE-RO recebe visita técnica do ouvidor-geral do Estado

Ouvidoria/TCE-RO recebe visita técnica do ouvidor-geral do Estado

Explanação sobre ações desenvolvidas pela Ouvidoria do Tribunal de Contas (TCE-RO) e a possibilidade da oferta de capacitação e orientação ao corpo fu

Deputada Marinha Raupp anuncia implantação do campus avançado do IFRO no Vale do Guaporé

Deputada Marinha Raupp anuncia implantação do campus avançado do IFRO no Vale do Guaporé

Decreto publicado pelo Ministério da Educação autoriza o funcionamento do Campus em São Miguel do Guaporé Cumprindo compromisso firmado com a deputada