Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Não há provas contra parlamentares ou governo em inquérito, diz Tarso


Agência O GloboBRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse nesta quarta-feira que não existe nenhuma informação no inquérito da PF sobre a Operação Navalha que incrimine qualquer pessoa do primeiro escalção do governo ou algum parlamentar. Segundo ele, o que existem são inúmeras conversas que estão em poder da procuradoria Geral da República, na qual são citadas várias pessoas, entre elas, políticos.- A Polícia Federal não detectou nesta lista nenhum indício de crime. Isto não quer dizer que o procurador não possa pedir a avaliação de alguma parte da lista. A partir do trabalho da PF até este momento não foi aberta nenhuma linha investigativa em relação a qualquer parlamentar, em relação a lista, ou a fatos laterais que ocorreram - afirmou o ministro.O ministro elogiou o trabalho da Polícia Federal, ressaltando que muitas vezes o processo investigatório é doloroso para o próprio governo, se referindo à saída do ministro Silas Rondeau. No entanto, ele fez questão de deixar claro que o que existem são elementos indiciários contra o ex-ministro de Minas e Energia.- Este processo investigatório culminou de uma maneira dolorosa para o próprio governo, com a saída do ministro Silas. Os elementos que estão expostos no inquérito com relação ao ministro são indiciários. É bom que se diga isso porque parece que ele já foi julgado e condenado. Não há nenhuma prova conclusiva do envolvimento do ministro com os fatos. Esta foi a avaliação que fiz e disse ao ministro, que é uma pessoa que respeito. Também disse ao próprio presidente da república. Estes indícios criam a possibilidade do procurador-geral da república fazer denúncia ou remeter para o tribunal competente abrir inquérito - defendeu Tarso.Fazendo mais um elogio à PF e a outros órgãos do governo, ele disse que a Operação Navalha traz elementos que podem fazer a sociedade analisar melhor a situação do país e que isso pode impulsionar uma reforma política. Tarso ainda criticou o vazamento à imprensa de informações sigilosas sobre a operação.

Mais Sobre Política

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Na manhã desta terça-feira (8), a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Adailton Fu

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

Em reunião extraordinária nesta quinta-feira (3), a CPI criada pela Assembleia Legislativa de Rondônia para investigar abusos praticados pela Empres

Presidente Laerte Gomes sugere a doação de veículos do Governo para entidades filantrópicas

Presidente Laerte Gomes sugere a doação de veículos do Governo para entidades filantrópicas

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) indicou ao Governo do Estado, a agilização de medidas administrativas e operacionais par

Mariana Carvalho apresentará relatório sobre saúde em Assembleia Mundial

Mariana Carvalho apresentará relatório sobre saúde em Assembleia Mundial

Pela primeira vez uma deputada brasileira é escolhida para relatar a resolução da União Interparlamentar (UIP), um organismo que reúne parlamentares d