Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política

Motoristas denunciam “perseguições” de PMs em Porto Velho-RO


Aglomerações de integrantes da Companhia de Trânsito e do policiamento ostensivo da Polícia Militar-PM nas esquinas das avenidas centrais de Porto Velho. Falta de policiais nas ruas, travessas, becos e áreas onde acontecem, dia e noite, os mais variados e sucessivos crimes: furtos; roubos; arrombamentos; assaltos; venda e consumo de drogas; concentração de marginais e menores delinqüentes e "desaparecimento" do policiamento ostensivo durante o período noturno. Estas foram algumas das muitas críticas feitas hoje (10/01) à reportagem por taxistas e motoristas entrevistados no centro e em alguns populosos bairros das zonas Leste e Sul da capital de Rondônia.

"A PM fez mais de duas mil contratações. Anunciou providências saneadoras para diminuir as alarmantes estatísticas de crimes constatados em Porto Velho, uma das cidades mais violentas deste país. Mas não é o que está acontecendo. A maioria dos PMs fica concentrada nas ruas do centro comercial multando veículos sob alegação de falta de equipamentos, estacionamento irregular e abordagens que apenas complicam ainda mais o trânsito", disse o pastor Theodorico Fernandes, logo após uma "abordagem" na rua José Amador dos Reis, no bairro Tancredo Neves. "A falta de policiais também é constatável nos bairros JK, Socialista, São Francisco, Mariana, Marcos Freire, Ulisses Guimarães, Primavera, Pantanal, Jardim Santana e outros onde os moradores denunciam e reclamam permanentes ações de bandidos, furto de energia elétrica e a falta de policiamento", reiterou Theodorico.

"No cruzamento das ruas Inácio Mendes e Santo Antônio, no bairro Socialista, por exemplo, os criminosos continuam usando drogas no meio das ruas, passam as madrugadas tentando arrombar residências. Quando a PM atende o 190 (sempre depois de muitas ligações, na maioria das vezes) as viaturas demoram 45 minutos para comparecer ao local das ocorrências. Isso é absurdo. É sabotagem contra o excelente trabalho da comandante Angelina Ramires", completou um integrante da Comissão de Justiça e Paz da paróquia São Tiago Maior.

A funcionária pública e motorista Maria da Glória Machado também não economizou críticas: "Agora (17 horas, desta quarta-feira) você pode ver, na esquina da Praça da Pirâmide (na avenida Jatuarana), cinco PMs da Companhia de Trânsito e mais cinco de outros batalhões Todos conversando. Rindo. Enquanto PMs fazem essas cenas de exibicionismo, nas despoliciadas ruas dos bairros Jardim Eldorado, Cidade Nova, Cidade do Lobo, Cohab, Castanheira, Belvedere, Jardim das Acácias (onde funciona até uma central de agiotagem comandada por um merendeiro da escola João Bento) os bandidos vendem e usam drogas nas vias públicas. Não são incomodados por um único PM. Não vejo uma única viatura nas ruas dominadas por bandidos. Existe suspeita de desorganização não no Comando Geral, mas comando do policiamento ostensivo e nos batalhões. Nós pagamos a maior carga tributária e os salários das forças policiais e a contrapartida social são os aborrecimentos das abordagens, a perda de tempo e multas para aumentar ainda mais a arrecadação do Departamento Estadual de Trânsito-Detran, onde os cofres estão sempre abarrotados. Comenta-se que no Detran parasitas, parentes de jornais falidos, estão sendo mantidos em cargos comissionados. Recebem mensalmente altos salários. Pagos com o dinheiro dos impostos, da população, dos contribuintes. Isto, meus senhores, é uma vergonha. É desafiar a inteligência de quem votou e deu um novo mandato eletivo ao governador Ivo Cassol", disse.

Uma fonte acrescentou mais críticas e questionamentos: "Por que os PMs fazem esse "treinamento" apenas durante o dia, nas avenidas centrais??? Por que não policiam a pé, de bicicleta ou motocicletas e não fazem abordagens nos assaltantes montados em bicicletas nos bairros das zonas Leste e Sul??? Por que apenas incomodam quem trabalha, quem tem ocupação, que tem tarefas a cumprir, enquanto os criminosos agem livremente??? "Só tem duas hipotéticas explicações: uma, pessoas interessadas em sabotar a excelente administração da comandante Angelina Ramires e em subtrair a popularidade do governador Ivo Cassol; outra, praticar omissão, prevaricação ou conivência diante do aumento dos crimes e da insegurança prejudicial à população. Ou será que as forças policiais colaboram com criminosos ou se acovardam???", questionou.(A/J)

 

Mais Sobre Política

Prefeitura cria linha especial de ônibus para atender público da Portoagro

Prefeitura cria linha especial de ônibus para atender público da Portoagro

Objetivo é facilitar o acesso das pessoas que não dispõem de transporte próprio para chegar ao evento

MP-RO  adere ao Programa Mulher Viver sem Violência

MP-RO adere ao Programa Mulher Viver sem Violência

O Ministério Público de Rondônia formalizou, nesta sexta-feira (16/08), a adesão ao Programa Mulher Viver sem Violência, desenvolvido pelo Governo Fed

Sinjor abre nesta segunda-feira quinzena de filiação e regularização

Sinjor abre nesta segunda-feira quinzena de filiação e regularização

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Rondônia (Sinjor) abre nesta segunda-feira, 20 de agosto, sua quinzena de recebimento de manife

TJ/RO acata por unanimidade denúncia contra deputado estadual

TJ/RO acata por unanimidade denúncia contra deputado estadual

Por unanimidade, os desembargadores das Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça de Rondônia receberam nesta sexta-feira (17), queixa-crime c