Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política

Maia critica 'interferência permanente' do gov. no Congresso



Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticou hoje (14) o número de medidas provisórias editadas pelo governo. Segundo Maia, as MPs estão trancando a pauta e interferindo de forma crescente nos trabalhos da Casa. O presidente da Câmara participou de um anúncio de repasse de recursos de emendas parlamentares a unidades de pronto-atendimento em municípios do Rio de
Janeiro.

"O que eu fico preocupado é com essa interferência do Poder Executivo no Poder Legislativo de forma permanente. Temos dez medidas provisórias trancando a pauta na Câmara dos Deputados. É muito ruim você ter uma pauta que acaba sendo quase toda ela monopolizada pelo Poder Executivo", disse Maia. Ele mencionou a MP prometida a senadores para ajustar trechos da reforma trabalhista.

Rodrigo Maia voltou a dizer que considera inconstitucional a mudança de leis trabalhistas por medida provisória e acrescentou que, caso as alterações venham por meio de projeto de lei, serão votadas em no máximo três semanas.

A privatização da Eletrobras é outro caso que o presidente da Câmara considera que precisa ser discutido no Congresso como projeto de lei, por se tratar de um ativo nacional sobre o qual a decisão "não é urgente".

"Essa interferência do Poder Executivo tem sido crescente, infelizmente, nesse governo na relação com o Parlamento, que é de muito diálogo, sim, mas na hora de decisão, [há] muita edição de medida provisória", disse Maia, para quem "não deveria existir medida provisória". "Quando o governo decide sozinho e depois oferece a discussão ao Parlamento, o presidente está se colocando à frente de toda a sociedade brasileira, o que é ruim", acrescentou.

O evento em que Maia esteve contou com a presença de parlamentares da bancada fluminense no Congresso e prefeitos da capital e do interior do estado. Foram distribuídos aos prefeitos cheques simbólicos com R$ 40 milhões em recursos que serão destinados às unidades de pronto-atendimento. Os recursos foram obtidos por meio de emendas parlamentares.

Mais Sobre Política

Deputados não votam 'lei das consignações' e servidores saem frustrados da ALE

Deputados não votam 'lei das consignações' e servidores saem frustrados da ALE

Diretores dos sindicatos Sintero, Sindafisco, Sindsaúde, Sindler, Sintraer e Sinderon foram até a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE) nesta quart

Incra investe R$ 2,7 milhões em créditos para famílias agricultoras de Rondônia

Os valores são destinados a projetos produtivos desenvolvidos pelas famílias dos assentamentos

Grupamento de Operações Aéreas inaugura base em Porto Velho; o quarto avião veio dos Estados Unido

Grupamento de Operações Aéreas inaugura base em Porto Velho; o quarto avião veio dos Estados Unido

O Grupamento de Operações Aéreas (GOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia inaugurará na sexta-feira, dia 22, a 2ª Base Aérea de Combate a Incên

Recurso do processo de isonomia dos servidores da educação do ex-território de Rondônia é creditado no TST

O governador Daniel Pereira solicitou celeridade nesta parte final do processo...