Porto Velho (RO) domingo, 20 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

M.Mendes recomenda diálogo entre Exército e Governo


Moreira Mendes recomenda bom-senso e diálogo entre Exército e Governo do Estado
BRASÍLIA, 23/out/2007 – O deputado federal Moreira Mendes (PPS-RO) classificou como "desnecessária, descabida, exagerada e totalmente condenável" a atitude do comando da 17ª Brigada de Infantaria do Exército de colocar homens armados para impedir as obras de construção do teatro estadual, em Porto Velho, retomadas pelo Governo do Estado depois de dez anos de paralisação. Em discurso no plenário da Câmara, ele cobrou bom-senso de ambas as partes e recomendou o diálogo como única forma de entendimento. "O diálogo é sempre a forma mais correta e civilizada de se resolverem assuntos desta natureza", frisou. O impasse começou na madrugada de domingo (21), quando mais de cem fuzileiros do Exército, fortemente armados, cercaram a área conhecida como Flor do Maracujá, onde o teatro começou a ser construído. O Exército alega que o terreno pertence à União, e o Governo estadual, por sua vez, diz que possui autorização para utilizar a área.
Moreira Mendes disse que a população rondoniense está atônita com a ‘operação de guerra’ desencadeada pelo Exército, já que o problema poderia ter sido resolvido por meio da justiça. "Se a União se sentisse prejudicada, como alega o Exército, que entrasse na justiça para requerer o seu direito de posse", observou. Ainda segundo ele, a obra do teatro estadual é muito importante para os rondonienses, principalmente para a classe artística que há muito tempo vem lutando para vê-la concluída. "O interesse do povo deve estar acima de qualquer outro interesse. E o povo de Rondônia, em sua totalidade, quer a construção do teatro, isso é o mais importante".
Negociações
Moreira Mendes lamentou que, mais uma vez, o Estado de Rondônia seja destaque no noticiário nacional com matérias negativas como esta. Ele fez um apelo para que o governador Ivo Cassol e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, sentem-se à mesa de negociações para resolver o impasse. "Rondônia é um estado novo, próspero, pujante, de gente boa e de boa índole, não pode ser vista no Brasil como uma região onde se cometem abusos de poder e de autoridade", disse ele, reiterando que "o que deve ser priorizado neste momento é o interesse da população".
Fonte: Claudivan Santiago

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi