Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Lincoln Astrê quer defender classe estudantil


Com o Slogan: "A força dos Estudantes na Assembléia Legislativa", Lincoln Assis de Astrê, advogado e jornalista, quer iniciar sua vida pública. Esta que visa construir um sonho: conquistar unido a todos, principalmente a juventude através da classe estudantil, uma cadeira na Assembléia Legislativa do Estado.

Lincoln Astrê, acompanha a política rondoniense, desde quando trabalhava no jornal O Guaporé, hoje, sendo advogado sente a necessidade de contribuir, estando inserido no meio da política local, dando transparência política ao nosso Estado e reconstruindo-o publicamente.

Segundo Lincoln Astre , candidato a Deputado Estadual pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC), sob o nº 36.036, já não agüenta mais ficar com os braços cruzados perante a situação delicada que o Estado se encontra, pois determinados políticos irresponsáveis está há anos surrupiando os cofres públicos do nosso Estado de Rondônia. Partindo dessa premissa esta iniciando um investimento sério nesse projeto de vida pública".

Grandes veículos de comunicação exibem e publicam casos que envolvem a política do Estado de Rondônia, Lincoln diz assim como todos os eleitores e cidadãos, estar cansado de ficar somente ouvindo criticas, através da imprensa, onde os nomes da política rondoniense que volta-e-meia, infelizmente, aparecem vinculados à corrupção", desabafa Lincoln.

O que o leva a candidatura não é apenas a descontentamento político, como explica Lincoln: "O meu objetivo não se limita apenas a minha insatisfação. É preciso dizer que tenho, em fase final de elaboração, um programa de governo parlamentar. Tenho  idéias e projetos que, com certeza, estão voltados ao bem-estar da população rondoniense, iniciando a maior bandeira que será a educação, pois conheço de perto as dificuldades pelas quais passam os nossos estudantes do ensino fundamental, médio e superior. E preciso ainda redemocratizar, ampliar e qualificar o nosso ensino público".

Lincoln Astrê afirma que, "o desejo de reativar a sede e, o anseio de mudança que há muitos anos está silenciado pelo poder econômico que não tem nenhum compromisso com os avanços educacionais, e todos sabem que não só Rondônia, mas o Brasil precisa, e precisa muito, de investimentos na educação. Esta é uma área que o governo tem o dever de valorizar profundamente construir um modelo de educação para o Estado".

"Mas com fé em Deus e nas pessoas que me estimulam diariamente irei até o fim com a certeza de que, `tudo vale a pena quando a alma não é pequena´, como já diria o poeta Fernando Pessoa" , conclui Lincoln Astrê.

Mais Sobre Política

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que  investiga fraude em fundos de pensão

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que investiga fraude em fundos de pensão

Por determinação do Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a Operação Grand Bazaar, visando desarticular um “esquema cri

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di