Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

LÉO LADEIA COMENTA ´Vida de passarinheiro'


LÉO LADEIA COMENTA ´Vida de passarinheiro' - Gente de Opinião 
Qualquer menino da roça sabe que passarinhar é uma arte. Exige paciência, dedicação e escolha. Não é qualquer um passarinho. É aquele que foi observado, estudado, e por fim escolhido depois de madrugar, aprender seu canto e conquistá-lo. E sempre um por vez. O deputado Garçon que foi menino de roça, ao que parece resolveu pegar dois pássaros de uma vez. Com a cabeça em Brasília, um pé em Porto Velho, e o outro no Candeias, tenta encher sua gaiola. Para quem está num partido ligado às causas da preservação comete dois erros e se arrisca a ficar até sem a gaiola. CLIQUE E LEIA A COLUNA POLÍTICA & MURUPI DO JORNALISTA LÉO LADEIA.


Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi