Porto Velho (RO) quinta-feira, 27 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Lei Seca é aprovada mas divide opiniões entre vereadores


O projeto de Lei do vereador Ted Wilson (PFL) que restringe a comercialização
de bebidas alcoólicas em Porto Velho, a chamada Lei Seca, aprovado nesta
segunda-feira durante sessão na Câmara Municipal, dividiu opiniões entre
os vereadores. O vereador Jair Ramires (PSB) que votou contra o projeto,
justificou sua oposição defendendo a classe menos favorecida, que ele afirma
ser a maior prejudicada com as novas normas estabelecidas pela Lei Seca.
Acabo de ter certeza que o pobre não tem vez mesmo, lá nos botecos da zona
Leste, por exemplo, não será permitido o trabalhador tomar sua cervejinha
à noite no fim de semana, mas nas casas de shows de gente fina do centro,
pode, o comerciante pobre pode ser prejudicado, o magnata dono da casa de
shows não. Concordo que o projeto tem boas intenções e boas idéias, mas tem
que ser mais estudado pra não prejudicar uns e favorecer outros, declarou
Ramires.

O vereador José Wildes de Brito (PT), relator do projeto, é a favor da nova
Lei. Ele explica que participou desde o início de todo o processo de elaboração
inclusive pesquisando a implantação da referida Lei em outras cidades chegando
à conclusão de que a violência realmente não acaba e declarou que o motivo
o qual o convenceu foi de se tratar de uma matéria que trabalha um ponto
muito importante na questão da violência que é tentar diminuí-la. É preciso
entender que o uso indiscriminado do álcool sem uma devida regulamentação,
sem a imposição de uma disciplina, evidentemente favorece o abuso e resulta
em conseqüências negativas, as leis são feitas para organizar a sociedade
e acredito que o propósito da Lei Seca é justamente esse, minimizar a violência
em Porto Velho, com acolhimento de emendas para que ninguém saia prejudicado,
explicou Wildes.

O vereador Kruger Darwich (PCdoB), favorável a implantação da Lei Seca fez
questão de afirmar que  acredita que os resultados aparecerão nas estatísticas
comprovando a diminuição no índice de violência, porém, deixou claro que
a questão da necessidade de se implantar a lei em Porto Velho não está relacionada
apenas ao consumo do álcool. O problema é bem maior, é estrutural, afeta
questões educacionais e familiares, mas a atitude do vereador Ted Wilson
já é um início. O importante, porém, é destacar a necessidade de existir
critérios dentro da nova Lei que não venham em hipótese alguma discriminar
os comércios periféricos, se é pra existir, que seja para todos, disse Darwich.

 

Mais Sobre Política

Tá na conta: R$ 60 mil para a compra de veículo para a Secretaria de Agricultura de Ariquemes

Tá na conta: R$ 60 mil para a compra de veículo para a Secretaria de Agricultura de Ariquemes

O apoio e incentivo aos pequenos produtores da agricultura familiar é uma prioridade do mandato do presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano

Presidente Alex Redano acolhe pedido para destinar recursos para construção de cozinha industrial na APA

Presidente Alex Redano acolhe pedido para destinar recursos para construção de cozinha industrial na APA

Durante reunião, na tarde desta segunda-feira (24), com o presidente da Associação dos Pecuaristas de Ariquemes (APA), Antônio Duran, o presidente d

Vereador Fogaça quer contratação de profissionais da saúde em Porto Velho

Vereador Fogaça quer contratação de profissionais da saúde em Porto Velho

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) disse nesta quinta-feira 20.01 que o Município precisa, imediatamente, contratar profissionais de saúde pa

Deputado Anderson cobra eficiência do Serviço de Inteligência da Sejus para atuar no combate ao crime organizado

Deputado Anderson cobra eficiência do Serviço de Inteligência da Sejus para atuar no combate ao crime organizado

A fuga de dois apenados de altíssima periculosidade no Instituto de Médico Legal – IML, na última sexta-feira (14), fez o deputado estadual Anderson