Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Política

JIRAU reflete falta de qualificação na construção civil - Sintracon quer bolivianos


 
Construção cria 113 mil postos de trabalho no 1º trimestre
 
da Folha de S.Paulo

Puxada especialmente pelo crescimento do setor imobiliário em São Paulo, a indústria da construção civil criou no primeiro trimestre deste ano mais que a metade das vagas de trabalho geradas em 2007, aponta estudo do Sinduscon-SP (sindicato de construtoras) e da FGV Projetos.

Nos três primeiros meses do ano, o mercado de trabalho no setor absorveu 113,8 mil trabalhadores, número 185,5% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Em todo o ano de 2007, foram criadas 206,6 mil vagas.

"O carro-chefe desse crescimento é o mercado imobiliário em São Paulo, não o PAC [Programa de Aceleração do Crescimento]", disse o diretor de Relação Capital-Trabalho do Sinduscon-SP, Haruo Ishikawa.

Só no Estado, foram criadas 37,3 mil vagas de trabalho. O segundo melhor mercado de trabalho na construção civil está no Nordeste, aponta Ishikawa, em razão especialmente do aporte de capital estrangeiro na infra-estrutura de turismo.

A rápida expansão no mercado de trabalho, porém, já provoca um déficit de 220 mil empregados qualificados na construção civil no país, diz Antonio de Sousa Ramalho, presidente do Sintracon-SP (sindicato dos trabalhadores da construção civil). "Hoje pagamos pela falta de investimentos na qualificação profissional nesse setor por muito tempo."

Para suprir momentaneamente a falta trabalhadores qualificados, Ramalho afirma ter iniciado negociações com grandes construtoras para "importar" trabalhadores de outros países, especialmente da Bolívia, para trabalhar em obras no país.

"Vamos precisar de trabalhadores para empreendimentos grandes. Para a construção de usina de Jirau, em Rondônia, por exemplo, será necessário um acréscimo de 35 mil trabalhadores. Não temos um contingente desse com qualificação", afirma Ramalho. Segundo ele, o setor está discutindo as questões legais para trazer trabalhadores estrangeiros.

Mais Sobre Política

Reunião na Assembleia Legislativa buscar solução para produtores rurais e por fim a bloqueio na BR-364

Reunião na Assembleia Legislativa buscar solução para produtores rurais e por fim a bloqueio na BR-364

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Reublicanos), comandou uma reunião no final da manhã desta terça-feira (22), com produtores rur

Presidente Alex Redano acompanha trabalho do Governo para a retomada das cirurgias eletivas

Presidente Alex Redano acompanha trabalho do Governo para a retomada das cirurgias eletivas

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), comemorou a retomada das cirurgias eletivas de menor risco, após o Governo acata

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Presidente Alex Redano participa de encontro do setor de eventos com o chefe da Casa Civil do Governo

Um dos setores mais afetados com a pandemia do coronavírus é o setor de eventos e entretenimento. Há mais de um ano parado, o segmento enfrenta inúm

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

Cacoal: durante assembleia dos servidores da Câmara de Vereadores, presidente concede recomposição salarial de 8.36%

O presidente da Câmara, João Paulo Pichek (Republicanos), disse que desde abril estava dialogando com o Sindicato dos servidores públicos de Cacoal