Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Incra reúne entidades para criação do PAFJequitibá...


A superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Rondônia realiza hoje (18), às 15 horas, a solenidade de criação do Projeto de Assentamento Florestal (PAF) Jequitibá, em seu gabinete, com a participação de representantes de movimentos sociais, associações, cooperativas, prefeitura de Candeias, Sedam, Ibama e Ministérios Públicos Federal e Estadual.

O PAF Jequitibá é o primeiro projeto de assentamento de Rondônia baseado em manejo florestal familiar. O Incra está destinando a este projeto uma área de 137 mil hectares, na gleba Jacundá, distante 37 km da Candeias, com capacidade para o  assentamento de cerca de 600 famílias. Como a área está na sub-zona 2.1, da lei do zoneamento Sócio-Econômico-Ecológico de Rondônia, é permitido somente seu uso especial sob regime de manejo florestal sustentável.

A proposta é o uso múltiplo da floresta, com o aproveitamento de madeiras, cipós, frutos, plantas medicinais e ornamentais. O Jequitibá possui dois pilares econômicos. O primeiro é a produção madeireira com manejo florestal comunitário. E o segundo são os sistemas agro-florestais que associam espécies florestais, com árvores frutíferas e agrícolas.

O superintendente do Incra/RO, Olavo Nienow, esclareceu que o projeto será construído com a comunidade, dentro do que a legislação permite. "O Incra vai levar a proposta, mas a discussão com a comunidade é que vai definir os aspectos da sustentabilidade econômica, social e ambiental do Jequitibá", garantiu.

O importante, segundo ele, é o foco no objetivo deste projeto: a promoção do equilíbrio entre as ações de produção econômica e a conservação do meio ambiente, em acordo com a legislação vigente e as vocações ambientais, econômicas e sociais da região. "Seu sucesso dependerá da capacidade e da solidez das parcerias que serão envolvidas na sua implantação e execução", afirmou.

Para o comerciante Osmar Boisa Castilho, residente nas proximidades do PAF, apesar das dificuldades que os moradores da região vêm enfrentando desde que teve início o processo de criação do projeto, "todos devem estar conscientes que a área não é para criar bois". Vamos somar com o Incra e o Ibama que querem nos ajudar. O projeto é um modelo de uso sustentável e o mundo vai nos ver com bons olhos", disse.

Fonte: Jeanne M. Machado

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Alero começa a exibir reportagens especiais sobre a importância do homem do campo

TV Alero começa a exibir reportagens especiais sobre a importância do homem do campo

Em um esforço para destacar a importância da atuação parlamentar em prol de produtores rurais rondonienses, a TV Assembleia produziu uma série de r

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

O ginásio Cláudio Coutinho, em Porto Velho, recebeu entre os dias 08 e 09 de junho, mais de 500 atletas que participaram do Campeonato Estadual de J

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

O cenário político em Candeias do Jamari se aquece com a recente novidade da pré-candidatura do empresário Daniel Moraes Pit Bull, filiado ao partid

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

A Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR) distribuiu e deliberou projetos durante reunião ordinária, na manhã desta terça-feira (11).

Gente de Opinião Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)