Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Gravidez na adolescência recebe orientação do Estado


Com o objetivo de reduzir a média nacional de maior número de incidência de gravidez na adolescência da região Norte, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Projeto Saúde Escolar/Seduc, vem trabalhando na orientação e implementação de ações relacionadas à saúde sexual e prevenção reprodutiva de adolescentes e jovens da rede púbica de ensino.

Sob a coordenação da psicóloga Naida Maria Fernandes da Motta, os trabalhos iniciaram com palestras direcionadas aos representantes de ensino rondonienses, professores e comunidade em geral, atendendo um total de treze escolas da rede estadual de ensino em Porto Velho.
Para a educadora, apesar do grande número de informações disponíveis, nunca houve tanta gravidez na adolescência. Ela explicou que, diante dos dados alarmantes, o Projeto Saúde Escolar iniciou os debates e discussões junto aos estudantes, abordando temas considerados polêmicos, como a prevenção da gravidez na adolescência. 

Nas palestras, segundo a especialista, discute-se com os grupos de alunos os métodos de se prevenir uma gravidez, utilizando-se contraceptivos. “Explicamos passo a passo o uso da camisinha, o que fazer ao descobrir que quando se está grávida, e qual o papel da família, o que as políticas públicas têm feito em relação a este assunto. Também aproveitamos para esclarecer dúvidas e conversamos sobre suas experiências”, explica a psicóloga, lembrando que uma gravidez na adolescência acarreta conseqüências físicas, psicológicas e sociais.

Números do aborto - De acordo com uma pesquisa realizada pela Unicamp (Universidade de Campinas), de cada 1 milhão de mulheres grávidas, 200 mil abortam. “O dado se reflete como sendo 80% de adolescentes da classe média que fazem aborto, 80% da classe menos favorecida tem bebês. O acesso da classe média em fazer um aborto se deve pela condição financeira e ao acesso de informação. Já a classe menos favorecida, encontra muitas dificuldades como a falta de informação, falta de instrução, falta de acesso a métodos contraceptivos”, explica a educadora.

A psicóloga ressalta, ainda, que os jovens estão na idade dos sonhos, das curiosidades, e conseqüentemente dos novos conhecimentos. “Temos que dialogar com eles, abrir espaço para que o assunto não seja mais um tabu, pois o aumento dos casos de gravidez precoce é alarmante”, alertou.

Ela lembrou, no entanto, que outro fator importante é a relação da família com o jovem. “O diálogo dos pais com os filhos é determinante para que haja a diminuição da gravidez na adolescência,  que tem sido considerada uma situação de risco e elemento na reprodução do ciclo de pobreza, impedimento na continuidade de estudos e acesso ao mercado de trabalho” , informou.

 

Mais Sobre Política

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi

Projeto de Follador cria Passaporte Animal para trânsito em feiras e eventos

Projeto de Follador cria Passaporte Animal para trânsito em feiras e eventos

A exemplo da experiência de sucesso do Rio Grande do Sul, o deputado Adelino Follador apresentou nesta terça-feira (15) ao Plenário da Assembleia Le