Quarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Governador concede entrevsita a Rede TV


Governador concede entrevsita a Rede TV  - Gente de Opinião
O governador Ivo Cassol concedeu entrevista ao vivo, nesta quarta-feira (12), a emissora de televisão Rede TV. Ao participar do telejornal Fala Rondônia, Cassol falou de diversos temas, entre eles do processo de cassação e da conclusão do Hospital Regional de Cacoal, além de responder a perguntas de telespectadores.

Quanto à cassação, o governador disse que vai recorrer da decisão do TRE, direito que lhe é garantido pela justiça e que não acredita que a eleição marcada pelo tribunal para 14 de dezembro seja realizada, já que ele ainda tem chance de reverter à decisão no Tribunal Superior Eleitoral.

A conclusão do hospital de Cacoal também foi tema discutido na entrevista e Cassol explicou que não está destinando recursos da capital para interior, e que os R$ 32 milhões do consórcio Mesa para saúde de Porto Velho serão utilizados na ampliação do Hospital de Base. “Vamos construir 100 leitos a mais, sendo 60 de UTI e 40 de enfermeira”, garantiu.

A falta de um hospital de Porto Velho sob a administração da prefeitura também foi criticada. “A prefeitura da capital precisa construir urgentemente um hospital municipal para desafogar os hospitais do Estado. Muitos municípios do interior já possuem hospitais e capital que já deveria ter, ainda não construiu um. Se não trabalharmos conjuntamente a saúde com a demanda das usinas ficará um caos”, ressaltou.

Em resposta a pergunta de telespectadores, Cassol informou que nos próximos meses será lançado edital para contração de mais 500 policiais militares e 150 bombeiros. “Assinei hoje o contrato para que a Secretaria de Administração possa começar a trabalhar para a realização do processo seletivo”, afirmou. Outros concursos,como dos auditores fiscais, também serão realizados, segundo Cassol.

Ao final da entrevista, Cassol falou da importância da usina e do crescimento experimentado por Rondônia e voltou reclamar da legislação vigente que impede que o Estado arrecade ICMS com a geração da usina. “Precisamos mudar essa legislação. Rondônia vai perde R$ 500 milhões por ano se não tivemos o ICMS e a rede alternada deve ser a escolhida, se não como vamos desenvolver o pólo industrial de Vilhena, Cacoal, Ji-Paraná”, questionou.

Fonte: Decom

 

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

A cidade de Rolim de Moura receberá nos dias 8 e 9 de agosto a 3ª Feira Científica. O fórum, organizado pelo Instituto Mocam - Movimento Científico

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Sob a presidência do deputado estadual Laerte Gomes (PSD), o Parlamento Amazônico se reuniu na tarde da última terça-feira (19), na Câmara dos Deput

Instituto Instituto Vision Survey divulga pesquisa com pré-candidatos à vereadores de Porto Velho

Instituto Instituto Vision Survey divulga pesquisa com pré-candidatos à vereadores de Porto Velho

O Instituto Vision Survey divulgou nesta terça-feira 18.06 mais uma pesquisa de intenção de votos para pré-candidatos à vereador de Porto Velho.A li

Deputada Federal Cristiane Lopes Investe 3,3 Milhões no Projeto PCD + Mães Atípicas em Parceria com IFRO

Deputada Federal Cristiane Lopes Investe 3,3 Milhões no Projeto PCD + Mães Atípicas em Parceria com IFRO

A Deputada Federal Cristiane Lopes que a cada dia firma ainda mais seu compromisso com a educação e o cuidado das famílias atípicas, anunciou a dest

Gente de Opinião Quarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)