Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política

Gasoduto - Sistema Indústria vai liderar mobilização


Objetivo é fazer com que o projeto continue entre as obras prioritárias para a região
 
A ducha de água gelada que o ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, jogou nos rondonienses ao admitir a descontinuidade do projeto do gasoduto Urucu-Porto Velho, levou o Sistema Indústria (Fiero, Sesi, Senai e IEL) a decisão de liderar um movimento político suprapartidário, com o objetivo de reposicionar o projeto entre as obras prioritárias para a Região Norte.

Um das primeiras medidas, segundo determinou o presidente do Sistema Indústria, Euzébio Guareschi, será acionar o ‘Movimento Pró-Rondônia’, para que juntamente com a bancada federal e o setor produtivo, desenvolvam ações no sentido de manter o foco do projeto e não deixar que caia de vez no esquecimento.

Na recente visita que fez a Porto Velho, no início da semana, o ministro Hubner deu declarações bastante desestimuladoras sobre o gasoduto. Entre os motivos alegados, disse que as reservas de gás da Bacia de Urucu são suficientes somente para o distrito industrial de Manaus, e que os custos do investimento não teriam compensação num tempo razoável para atrair empreendedores. O próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva já cometeu inconfidências a pelo menos um parlamentar da bancada rondoniense, ao comentar que com as hidrelétricas do Madeira, Rondônia não precisa do gasoduto.

Alerta

Isso tudo que está acontecendo agora já havia sido alertado pelo presidente do Sistema Indústria no ano passado. A preocupação com o risco de que as hidrelétricas desestimulassem o gasoduto foi manifestada pessoalmente por Euzébio Guareschi, ao então ministro de Minas de Energia, Silas Rondeau, durante visita que fez a Rondônia, a convite da Federação das Indústrias (Fiero), para apresentar o Plano Decenal de Expansão Energética.

À época, Silas Rondeau afirmou que um projeto não excluiria outro. “Pelo contrário, são projetos complementares”, afirmou quando questionado sobre a preocupação.

Agora o risco é real e latente. Na avaliação de Euzébio Guareschi, para Rondônia o gasoduto é mais importante que as próprias hidrelétricas. “O Projeto Madeira representa uma solução para o país sair do risco de um apagão a médio prazo. Para nós, portanto, o gasoduto deveria ser até mesmo uma forma de compensação, para se evitar o trauma pós-hidrelétricas. O gasoduto não representa apenas geração de energia elétrica, mas principalmente, a possibilidade de diversificação de nossa base industrial. A partir do gasoduto poderiam ser implantadas indústrias de fertilizantes, de tintas, de plásticos e demais polímeros, além do uso automotivo, enfim, uma gama de setores que poderão absorver a mão-de-obra ociosa do pós-hidrelétricas. Se nada de vulto for feito, vamos ter novamente um novo trauma social, assim como foi depois do ciclo do ouro e, mais recentemente, em menores proporções, com o setor madeireiro”, alerta Euzébio Guareschi.

Fonte: Fiero

Mais Sobre Política

Aplicar recursos na educação é investir no crescimento do nosso Estado, afirma Alex RedanoP

Aplicar recursos na educação é investir no crescimento do nosso Estado, afirma Alex RedanoP

Cuidar da educação não é somente oferecer uma sala de aula e pagar professores, mas muito mais do que isso é oferecer condições adequadas e equipar as

Sargento Eyder Brasil contribuiu para a política de Regularização Fundiária no estado

Sargento Eyder Brasil contribuiu para a política de Regularização Fundiária no estado

O deputado Sargento Eyder Brasil (PSL) celebrou durante sessão extraordinária de quarta-feira (18), a aprovação do Projeto de Lei 481/2020, de autor

Vereadora Cristiane Lopes é autora de Leis importantíssimas para os cidadãos portovelhenses.

Vereadora Cristiane Lopes é autora de Leis importantíssimas para os cidadãos portovelhenses.

Cristiane Lopes (progressistas), teve diversas leis de sua autoria sancionadas durante esses quase quatro anos de mandato. A partir de agora são obr

Ponte sobre o Rio Urupá é uma das indicações do Sargento Eyder Brasil

Ponte sobre o Rio Urupá é uma das indicações do Sargento Eyder Brasil

A espera da Ponte sobre o Rio Urupá, que se arrastava há muitos anos, enfim pode ser concluída e entregue à população de Ji-Paraná, na terça-feira