Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Falta de iluminação pública e acúmulo de lixo no bairro Cuniã


Centenas de moradores do bairro Cuniã, localizado na região Nordeste de Porto Velho, denunciam a falta de iluminação pública e acúmulo de lixo em dezenas de ruas. Na segunda-feira passada (15/10) a reportagem constatou a mais completa falta de iluminação e toneladas de lixo acumulado em frente às residências. “Todos os meses nós que temos residências na Rua Paulo Fortes pagamos a taxa de iluminação pública que é incluída nas contas emitidas pelas Ceron. Sabemos que o dinheiro vai parar nos cofres da prefeitura, mas somos obrigados a instalar lâmpadas em postes improvisados em frente as nossas residências para amenizar a escuridão ou trevas resultado do descaso da prefeitura”, disse um morador do bairro.

Vendedora de cachorro-quente na banca “Morena”, instalada no cruzamento das ruas Paulo Fortes e Fabiana, uma lutadora pela sobrevivência, não economizou críticas contra a prefeitura: “Nosso bairro sempre foi esquecido. Durante o governo anterior nenhuma lâmpada foi instalada aqui no Cuniã. Agora, durante o governo do prefeito Roberto Sobrinho tudo se repete. O lixo fica acumulado em frente às residências e nas ruas. Os caminhões da Marquise passam até mais de vinte dias sem fazer a coleta. Isso acontece porque existe omissão ou conivência na prefeitura”, disse.

Um idoso morador, seu Pedro, esculhambou: “Aqui no bairro Cuniã a maioria dos moradores recebe apenas carnês de IPTU. A maioria das ruas dentro do bairro nunca foram asfaltadas. Estão cheias de crateras. No verão, só poeira. No inverno, o lamaçal. Para chegar ao ponto de ônibus é preciso uma longa caminhada. E para completar o descaso da prefeitura contra os moradores, a fatal de iluminação em quase todas as ruas facilita assaltos, furtos, roubos, estupros e a proliferação das “bocas-de-fumo” porque as forças policiais também estão sendo omissas ou inoperantes. Eu desafio a Ceron e a prefeitura a vir aqui e provar que neste bairro temos iluminação pública”, desafiou.

Seu José, outro morador do Cuniã, criticou o “descaso” da Secretaria Municipal de Serviços Públicos-Semusp e o secretário Jair Ramires: “A Semusp sempre foi mero cabide de empregos e a maioria dos bairros de Porto Velho sempre estiveram cheios de lixo, matagais e sujeira. Isso acontece desde o início da gestão do prefeito Roberto Sobrinho. Quanto ao secretário Jair Ramires, não entendemos por que ele deixou sua cadeira na Câmara Municipal, onde cumpria um excelente mandato, para assumir uma secretaria que sempre é motivo de críticas e desleixo contra a população”, criticou.

Na manhã desta terça-feira (16/10) a reportagem tentou contato telefônico (número 3224-6331), com o presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano-Endur, Mário Sérgio. Uma secretária que atendeu e disse que o mesmo estava numa “importante reunião”. No telefone da Semusp, de número, 3901-3137, uma atendente fez um longo interrogatório antes de informar que o vereador Jair Ramires estaria “inspecionando” a construção de jardins da avenida Jorge Teixeira.

Fonte: Abelardo Jorge

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi