Porto Velho (RO) segunda-feira, 3 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política

Expedito diz que modernização e industrialização reflete em todas as áreas


 

Comentando um questionamento sobre a precaução ao uso de drogas em Rondônia, Expedito Júnior falou no debate da TV Candelária desta segunda-feira em Porto Velho que é preciso, primeiramente, fiscalizar as fronteiras, que é por onde entram as drogas e armas no Estado. Para Expedito Júnior, é preciso que o Governo do Estado cobre da União sua atuação nas fronteiras, para que a responsabilidade que esta tem seja assumida. Expedito diz que modernização e industrialização reflete em todas as áreas  - Gente de Opinião

Na continuação do debate, os candidatos fizeram perguntas entre si, com o sorteio da ordem de perguntas sendo feito no início do bloco. Expedito Júnior perguntou ao candidato João Cahula que tecnologia pretende aplicar na área da Saúde Pública. Para Expedito Júnior, quem não fez pela Saúde em oito anos, não vai fazer caso consiga um novo governo. A situação dos hospitais públicos hoje é de caos e de situação de guerra, e não adianta querer agora dizer que fará com um novo governo.

A parceria é a palavra de ordem para que a saúde pública seja melhorada. Para o candidato ao Governo do Estado, hoje os melhores hospitais são as ambulâncias, já que o caos nos hospitais, ou as estruturas que deveriam ser hospitais, não atendem a população como deveriam. Para Expedito Júnior, dinheiro há, o que falta é gestão pública sobre os recursos.

Expedito Júnior citou ainda os agentes comunitário de saúde, que é quem está à frente do atendimento aos mais necessitados. Ter um canal aberto com a sociedade é o que precisa em Rondônia, que pretende fazer a partir de 2011, no seu governo, disse Expedito Júnior.

Sobre a geração de empregos em Rondônia, Expedito Júnior falou da industrialização que é necessária ao Estado, e que os incentivos que hoje são aplicados são fruto ainda do trabalho de seu vice, Miguel de Souza, que implantou os incentivos fiscais em Rondônia. A modernização do sistema prisional, criando presídio industria, também pode ajudar no novo modelo de industrialização, que vai ainda aproveitar produtos como a madeira e o couro bovino, que hoje vai para fora do Estado in natura e retorna manufaturado, gerando riquezas fora de Rondônia.

A saída do Pacífico é outro ponto que precisa de modernidade, com a criação de um porto seco, diminuindo os custos alfandegários e facilitando os trabalhos de embarque e desembarque. Para Expedito Júnior, industrializar e modernizar são as palavras de ordem que ele e Miguel de Souza façam um governo diferente e que dê melhor qualidade de vida à população.


Fonte: Roni Viana
 

Mais Sobre Política

Vereador Waldemar Neto é procurado por profissionais da saúde que buscam melhorias para trabalhos da categoria.

Vereador Waldemar Neto é procurado por profissionais da saúde que buscam melhorias para trabalhos da categoria.

O Vereador Waldemar Neto vem demonstrando que está focado em atender as demandas da população portovelhense.Esta semana, em seu Gabinete, o vereador

Pré candidata a Prefeita Cristiane Lopes concede entrevista à rádio CAARO da OAB

Pré candidata a Prefeita Cristiane Lopes concede entrevista à rádio CAARO da OAB

A vereadora e pré candidata a prefeita de Porto Velho, Cristiane Lopes (PP) concedeu entrevista ao Programa Bate Papo com o Direito, apresentado pelo

Presidente Laerte Gomes promulga Decreto Legislativo coletivo em defesa dos servidores públicos de Rondônia

Presidente Laerte Gomes promulga Decreto Legislativo coletivo em defesa dos servidores públicos de Rondônia

O Decreto Legislativo nº 1.183, de 15 de julho de 2020 foi promulgado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) na manhã desta qu

Após denúncia do presidente da Assembleia, projeto que isentaria mais R$ 6 bilhões de dívidas é retirado pelo governo de Rondônia

Após denúncia do presidente da Assembleia, projeto que isentaria mais R$ 6 bilhões de dívidas é retirado pelo governo de Rondônia

O governo do Estado acabou retirando da Assembleia Legislativa o projeto de lei que beneficiaria mais de 200 empresas, concedendo isenção de dívidas d