Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

EUCLIDES RECRIMINA INSULTOS FEITOS AO HINO DE RONDÔNIA


    

...“Lamento profundamente que o professor Carlos Moreira, afronte de maneira tão grosseira um dos símbolos oficiais do Estado de Rondônia...

O deputado Estadual Euclides Maciel criticou, severamente em Tribuna, na tarde desta quarta-feira (14/05), os insultos promovidos contra o Hino de Rondônia divulgados pelo grupo Odisséia, no início desta semana, em mídia local. O parlamentar iniciou seu protesto, parabenizando o jornal eletrônico: www.noticiaro.com que pertence ao jornalista Nelson Townes de Castro que “em manchete publicou a revolta dos pioneiros, bandeirantes e milhares de imigrantes que escolheram e foram escolhidos por este estado novo e promissor para viver e criar suas famílias”.

Ao final do discurso, Euclides Maciel afirmou: “lamento profundamente que o professor Carlos Moreira afronte de maneira tão grosseira um dos símbolos oficiais do Estado de Rondônia e como conseqüência induza alunos, jovens e estudantes a cometer tão horrorosa afronta a um dos Tesouros de Rondônia”. Opinião que foi de imediato compartilhada pelo Presidente da Assembléia Legislativa, Neodi Carlos.

A matéria, intitulada “insultados pelo grupo musical “Odisséia”” diz o seguinte:

“A história de Rondônia é deprimente”. Este é um dos insultos ao povo rondoniense, a sua história e tradições que o grupo musical “Odisséia”, de Porto Velho, vem fazendo em exibições públicas e pela Rede Amazônica de Televisão, em transmissões locais e por via satélite, de uma versão do Hino de Rondônia, com versos que modificam a letra deste símbolo cívico do Estado.

A letra modificada do hino foi escrita pelo vocalista do grupo “Odisséia”, Carlos Moreira, que assume a autoria dos insultos e os canta numa entrevista transmitida nesta segunda-feira (12), através da TV Amazonas, TV Rondônia, Jornal de Rondônia e Bom Dia Rondônia, da Rede Amazônica de Televisão.

Os versos com a música do Hino de Rondônia irradiados pela Rede Amazônica de Televisão são os seguintes: “Somos causadores de queimadas/ E como somos/ Nosso combustível é o dinheiro/ Vim de uma história deprimente/ Nada aos nativos/ Tudo aos posseiros.”

Carlos Moreira, autor dos versos ofensivos é identificado como professor de literatura e de poesia. Os membros do grupo se orgulham de dizer que a versão insultante do Hino de Rondônia “é a mais aplaudida” das músicas que apresentam em seus espetáculos e anunciam que farão um “show performático” (teatral) com essa versão do hino, nesta quinta-feira (15), no Teatro do Sesc, às 20h30.

O grupo “Odisséia” representará Rondônia (não se sabe se com apoio do Poder Público do Estado) no Festival de Música de Maringá (PR), que se realizará proximamente e é possível que cante o hino que insulta Rondônia em alguma exibição nessa cidade paranaense.

O Hino de Rondônia é intensamente reverenciado pela população de Rondônia – especialmente pelos jovens e crianças – e é cantado orgulhosamente pelos moradores de Porto Velho em praticamente qualquer solenidade que se realize aqui.

Composto pelo então governador e intelectual do ex-Território Federal de Rondônia, Joaquim Tanajura, o Hino de Rondônia emociona até mesmo os visitantes do Estado porque retrata a brasilidade e a bravura dos que se tornaram “destemidos pioneiros” e “sentinelas avançadas” do Brasil nesta região de fronteira.(Fonte: Noticiaro.com). 

Fonte: Decom 

 

 

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi