Quarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Estado procura lado errado ao negociar dívida do Beron


 Inconformado com o desconto de cerca de R$ 12 milhões do Fundo de Participação dos Estados(FPE), feito pela Fazenda, o Governo do Estado de Rondônia, vai protocolar nesta segunda-feira(14) no Supremo Tribunal Federal(STF) uma ação judicial contra a União, pelo descumprimento da resolução do Senado Federal que, em dezembro passado, determinou a suspensão do pagamento da dívida do extinto Banco do Estado de Rondônia(Beron).

O impasse que foi parar nos tribunais, e sob a ameaça de o governador do estado, Ivo Cassol(sem partido), declarar moratória, mobilizou em pleno recesso parlamentar, a Bancada de Rondônia, Coordenado pelo Deputado Eduardo Valverde(PT). Valverde que suspendeu sua agendo no estado e se deslocou para Brasília, onde desde então tem se reunido com ministros, tem tentado buscado reabrir o diálogo entre governo federal e estadual, rompido depois das precipitações.

Precipitações essas, orquestradas pela oposição, que segundo o deputado Eduardo Valverde, não soube agir diplomaticamente na tentativa de buscarem alternativas que não o confronto político.

Para Valverde, o erro começou quando o governo estadual, buscando a oposição, transformaram uma questão técnica em querela política. Segundo o petista, não há nenhuma ilegalidade na cobrança efetuada pela União, pois há um contrato bilateral, que legitima a ação. Tanto, que na época do contrato, o estado se comprometeu a pagar as parcelas estipuladas.

" O governo local, tem ao tomar atitudes precipitadas se afastado cada vez mais de procurar uma solução eficaz e rápida para o problema do Beron. A oposição não tem ajudado quando instiga o estado a procurar toda sorte de impedimentos jurídicos para o não cumprimento de uma obrigação," ressatou.

Para o Coordenador da Bancada, a saída que ele tem buscado ao costurar com o Governo Federal, tem sido tratada pelos governistas com muita responsabilidade. Isto porque uma ação precipitada abriria precedentes a outras dívidas em outros estados.

" Estávamos dentro de um processo negocial, que foi interrompido por ações inflamadas de alguns, que não têm pensado no estado, e sim, em simplesmente criticar e criar empecilhos às negociações", concluiu. 

Fonte: Leila Brito

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

A cidade de Rolim de Moura receberá nos dias 8 e 9 de agosto a 3ª Feira Científica. O fórum, organizado pelo Instituto Mocam - Movimento Científico

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Sob a presidência do deputado estadual Laerte Gomes (PSD), o Parlamento Amazônico se reuniu na tarde da última terça-feira (19), na Câmara dos Deput

Instituto Instituto Vision Survey divulga pesquisa com pré-candidatos à vereadores de Porto Velho

Instituto Instituto Vision Survey divulga pesquisa com pré-candidatos à vereadores de Porto Velho

O Instituto Vision Survey divulgou nesta terça-feira 18.06 mais uma pesquisa de intenção de votos para pré-candidatos à vereador de Porto Velho.A li

Deputada Federal Cristiane Lopes Investe 3,3 Milhões no Projeto PCD + Mães Atípicas em Parceria com IFRO

Deputada Federal Cristiane Lopes Investe 3,3 Milhões no Projeto PCD + Mães Atípicas em Parceria com IFRO

A Deputada Federal Cristiane Lopes que a cada dia firma ainda mais seu compromisso com a educação e o cuidado das famílias atípicas, anunciou a dest

Gente de Opinião Quarta-feira, 19 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)