Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política

Escola lota para conhecer projeto das usinas do madeira


Mais de 150 pessoas assistiram na tarde desta quinta-feira às exposições sobre o tema Usinas do Madeira e seus Reflexos para Rondônia, feitas pelo engenheiro Afonso Goulart Neto, de Furnas, e a especialista Adir Josefa de Oliveira, da Fiero, como parte do projeto Fórum de Debates Rondônia, desenvolvido pela Escola do Legislativo.

Na platéia o general de brigada Luiz Alberto Martins Bringel, o presidente da Câmara MUnicipal vereeador José Hermínio Coelho, o major aviador Jeferson Souza e outros representantes de entidades diversas, além de historiadores como Esron Penha de Menezes, Yeda Borzacov e Abnael Machado de Lima, além de um público formado por estudantes e pesquisadores.

Em nome da Escola do Legislativo o diretor Armindo Beine explicou a proposta do Fórum "que é voltada para a discussão de temas de alto interesse para Rondônia e que está aberto à participação da sociedade, dentro do programa estabelecido pela Assembléia Legislativa de disponibilizar a informação para todos segmentos sociais".

Em sua exposição o engenheiro Afonso Goularte enfocou o estágio atual do projeto de construção das Usinas do madeira, lembrando que a empresa Furnas já vem desenvolvendo estudos na área desde 2001 na calha e margens do Rio Madeira desde a localidade de Calama até Abunã. Ele falou também sobre a tecnologia a ser usada na implantação das usinas e destacou os impactos ambientais previstos e as áreas a serem mais atingidas, além dos projetos que vêm sendo preparados para minimizar esses efeitos, encerrando sua exposição ao citar os efeitos econômicos e sociais que a obra vai trazer para Porto Velho e ao Estado.

A especialista Adir Josefa de Oliveira ao falar sobre os programas que vêm sendo desenvolvidos pela Federação das Indústrias, Fiero, e seu sistema o que inclui o Senai, "que visam a necessidade de termos trabalhadores treinados para atender à necessidade da obra e do que ela vai gerar", citando que para tal foi formada a Comissão PlanSeq Hidrelétrica, "voltada para a ampliação das possibilidades de colocação e  permanência de trabalhadores no mercado de trabalho, dentro da política de inclusão social". Ela destacou que esse projeto visa preparar mais de 1.300 oper´´arios especializados na faixa de 16 a 24 anos para atender às diversas exigências que o mercado vai apresentar. 

fonte: Lúcio Albuquerque

Mais Sobre Política

MP recomenda que Prefeito de Monte Negro adote medidas de combate ao nepotismo

MP recomenda que Prefeito de Monte Negro adote medidas de combate ao nepotismo

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Ariquemes, expediu recomendação ao Prefeito de Monte Negro, Evandro Marques da

Governo de Rondônia encaminha ao STF pedido de análise de proposta de renegociação da dívida do Beron

Governo de Rondônia encaminha ao STF pedido de análise de proposta de renegociação da dívida do Beron

Após a assinatura do sétimo termo aditivo de repactuação da dívida do Banco do Estado de Rondônia (Beron), foi questionado pela União o pagamento do v

Feminicídio é destaque da Semana da Justiça pela Paz em Casa

Feminicídio é destaque da Semana da Justiça pela Paz em Casa

O caso de uma adolescente de 17 anos, morta em Cerejeiras(RO), é um dos júris em que o Ministério Público pretende provar a ocorrência de feminicídio

Procurador-Geral de Justiça do MPRO participa de reunião com a presidente do STF sobre Cadastro nacional de Presos

Procurador-Geral de Justiça do MPRO participa de reunião com a presidente do STF sobre Cadastro nacional de Presos

O Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia, Airton Pedro Marin Filho, participou na tarde de segunda-feira (20/08) da r