Porto Velho (RO) sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Educação Pára dia 04 junho


Trabalhadores em educação aprovam Dia
Estadual de Luta e vão parar dia 04/06

Reunidos em assembléia no SINTERO, na tarde desta segunda-feira, 28/05, os trabalhadores em educação estaduais aprovaram a realização de um Dia Estadual de Luta, marcado para o dia 04 de junho, quando serão paralisadas as atividades nas escolas em todo o Estado. A categoria acompanhará os demais servidores estaduais no dia estadual de paralisação, com a realização de manifestações na Capital e no interior. A paralisação é um protesto para que o governo volte a dialogar com os sindicatos e atenda às reivindicações. Além do reajuste salarial, o SINTERO cobra a unificação do Plano de Carreira, aumento do valor do auxílio saúde, a volta do auxílio saúde aos aposentados, Gestão Democrática nas escolas e a implantação do Plano Estadual de Educação.

Na audiência da qual participaram líderes de 14 sindicatos de servidores estaduais, o governador Ivo Cassol disse que não concederia reajuste salarial aos servidores porque o SINTERO entrou com Mandado de Segurança contra o governo exigindo o cumprimento da Constituição Estadual, que garante reposição salarial anual de 10% aos trabalhadores em educação. Tanto na audiência quanto na assembléia, a presidente do SINTERO, Claudir Mata, deixou claro que a pauta de reivindicações dos sindicatos não tem nada a ver com a ação impetrada pelo SINTERO.

"Com esse Mandado de Segurança questionamos o não cumprimento da Constituição Estadual por parte do governo. Se foi inserida uma Emenda à Constituição do Estado garantindo a recuperação salarial dos trabalhadores em educação, queremos que seja cumprida pelo governo", disse Claudir. Ela esclareceu que a Emenda Constitucional, quando foi discutida, ainda em 2005, tinha como finalidade recuperar os salários da educação que encontram-se defasados em relação aos outros setores do Executivo. Só na gestão do governador Ivo Cassol a categoria acumula perdas salariais de 12%. A defasagem salarial da educação se comparada com os demais servidores pode ser verificada na folha de pagamento. Enquanto os trabalhadores em educação somam mais de 50% dos servidores estaduais, representam cerca de 30% da folha de pagamento do Estado.

Os diretores do SINTERO que falaram na assembléia desta segunda-feira também explicaram que a ação movida pelo sindicato não deveria ser retaliada pelo governo, pois a Constituição garante a todos o direito de ação na Justiça, e que, contra qualquer ação cabe recurso. "Se o governo quer combater o Mandado de Segurança do SINTERO, que entre com o recurso cabível, e não tente culpar o sindicato pela inexistência de uma política salarial para os servidores estaduais", disse o presidente da CUT, Itamar dos Santos Ferreira.

Os trabalhadores em educação aplaudiram a disposição dos demais sindicatos de servidores de apoiarem a luta do SINTERO, através da publicação de uma Nota Pública nos principais jornais de circulação estadual e nos principais sites da internet. Na nota os sindicatos cobram do governo uma nova audiência para discutir o atendimento das reivindicações de todas as categorias, e também, especificamente as reivindicações dos trabalhadores em educação.

Ficou decidido que no dia 04 de junho os servidores estaduais paralisarão as atividades em todo o Estado e realizarão manifestações públicas com diversas atividades em Porto Velho e nos Municípios do interior. Até lá a CUT e os sindicatos buscarão uma nova audiência com o governador. Da resposta a esse contato dependerá a deliberação por greve no serviço público estadual.

Fonte: Adércio Dias

Mais Sobre Política

Importante conquista para Rondônia: Presidente Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária.

Importante conquista para Rondônia: Presidente Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária.

Para o presidente Jair Bolsonaro e o governador Marcos Rocha o objetivo da Medida Provisória é a de simplificar e modernizar o processo. Ao todo, ma

Assembleia Legislativa limpa a pauta antes de aprovar o Orçamento 2020

Assembleia Legislativa limpa a pauta antes de aprovar o Orçamento 2020

Na sessão ordinária e nas extraordinárias realizadas na tarde desta terça-feira (10), além de aprovar o Orçamento 2020 e apreciar os vetos do Execut

 Vereadora Cristiane Lopes e SINJOR realizam evento sobre medida que extingue registro profissional

Vereadora Cristiane Lopes e SINJOR realizam evento sobre medida que extingue registro profissional

Jornalistas de Porto Velho reuniram-se na Câmara Municipal de Porto Velho, para discutir os efeitos da Medida Provisória 905/2019, que extingue a

Governo atende pedido do deputado Adelino Follador e abre processo seletivo na Idaron

Governo atende pedido do deputado Adelino Follador e abre processo seletivo na Idaron

O pedido foi apresentado ao governador Marcos Rocha (PSL) pelo deputado Adelino Follador (DEM), após visitas nas sedes das Agências de Defesa Sanitári