Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Desembargadora defende novo modelo prestação da justiça


Durante a sessão solene de abertura do Ano Judiciário de 2008, ocorrida na manhã desta segunda-feira (07), perante um auditório lotado e na presença do governador Ivo Cassol e do presidente da Assembléia Legislativa Estadual, a Presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargadora Zelite Andrade Carneiro, defendeu um novo modelo de prestação da Justiça. “Já não bastam ideais de uma justiça pronta. Temos que treinar, reinventar, conciliar e dirigir enérgicas ações voltadas para o cumprimento de nosso mister constitucional”, enfatizou.

A presidente falou também sobre o estabelecimento de prioridades na sua gestão e sobre a escolha de caminhos para a agilização da prestação jurisdicional. “Reestruturação organizacional, concurso público para servidores, nomeação de juizes, instalação de comarcas e de novas varas  na Capital, expansão do Projudi, capacitação de servidores para as práticas cartorárias e seu treinamento para um melhor envolvimento e comprometimento com nossas atividades, além da construção de fóruns no interior são algumas das metas a serem perseguidas”, destacou.

A necessidade de harmonia para o fortalecimento dos Poderes também foi ressaltada. “Estaremos afinados com as nossas autoridades, com os segmentos públicos, objetivando o fortalecimento das instituições, bem assim, a mais estrita observância aos preceitos constitucionais.”

A desembargadora Zelite destacou ainda o rápido crescimento do Estado de Rondônia e projetos de desenvolvimento que estão por vir. “Nosso Estado cresce punjantemente e temos que nos preparar para seu desenvolvimento: Gasoduto, Pontes sobre o Rio Madeira, as Hidrelétricas do Madeira e Jirau, abertura para o Pacífico e a reconstrução da rodovia para Manaus já prenunciam uma conseqüente explosão demográfica em Porto Velho. O Poder Judiciário não pode parar. Estruturar-se é a ordem”, afirmou. (Leia o discurso na íntegra)

O Procurador-Geral da Justiça, Abdiel Ramos Figueira, também fez uso da palavra e ressaltou a importância da solenidade para “demonstrar a equilibrada e respeitosa harmonia existente entre os Poderes do Estado de Rondônia”. O representante do Ministério Público afirmou que o MP está pronto para a informatização total do processo judicial.

Já o Conselheiro Federal da OAB de Rondônia, representando o presidente da Ordem, Hélio Vieira da Costa, falou da efetividade da justiça e destacou a sensibilidade feminina à frente do Poder Judiciário de Rondônia. “Estamos esperançosos porque a sensibilidade feminina haverá de retribuir aos jurisdicionados com dedicação e afeto que todos esperam”, concluiu.

Fonte: TJ/RO

Mais Sobre Política

Adelino Follador participa de audiência pública que discutiu a instalação do IFRO em Buritis

Adelino Follador participa de audiência pública que discutiu a instalação do IFRO em Buritis

O deputado Adelino Follador (DEM) participou de audiência pública, na manhã da última sexta-feira (11), na Escola Estadual Buriti, em Buritis, onde fo

Deputado Ismael Crispin propõe debate sobre pesquisa cientifica e seu impacto

Deputado Ismael Crispin propõe debate sobre pesquisa cientifica e seu impacto

O deputado estadual Ismael Crispin (PSB) apresentou indicação à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, e teve aprovada a realização de audiência p

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Na manhã desta terça-feira (8), a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Adailton Fu

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

Em reunião extraordinária nesta quinta-feira (3), a CPI criada pela Assembleia Legislativa de Rondônia para investigar abusos praticados pela Empres