Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Deputado diz que denúncias não comprovam guerrilha em RO



O deputado Ivan Valente (Psol-SP) afirmou que não há indícios suficientes para caracterizar a Liga dos Camponeses Pobres como grupo guerrilheiro. Ele disse que os elementos apresentados pelas autoridades estaduais de segurança em Rondônia (como livros de Mao Tsé-tung ou Lênin) não têm valor jurídico. O deputado lembrou que esses livros são estudados nas universidades brasileiras e que a sua existência (assim como "meia dúzia" de armas apreendidas) não serve para comprovar a atuação de uma guerrilha. "Não se pode confundir guerrilha com criminalização de movimentos sociais", alertou.

O deputado participa de audiência pública da Comissão de Agricultura que discute denúncias publicadas pela revista IstoÉ de que existem áreas em Rondônia sob o domínio armado da Liga dos Camponeses Pobres.

Ivan Valente lembrou que a Polícia Federal e a Polícia Militar de Rondônia têm posições diferentes sobre o assunto e que é preciso haver mais discussão sobre o tema, não apenas sob o ângulo dos proprietários de terra. Para isso, ele anunciou que a Comissão de Direitos Humanos também poderá promover uma audiência pública para discutir a atuação da Liga dos Camponeses Pobres.

Dep. ANSELMO : Acusações contra liga camponesa são fantasia

O deputado Anselmo (PT-RO) afirmou que o Ministério da Justiça tem de se pautar em fatos e que, até agora, não há fatos que comprovem a atuação da Liga dos Camponeses Pobres como grupo guerrilheiro. Segundo o deputado, os fatos denunciados pelas autoridades de segurança pública de seu estado contra a liga são "pura fantasia". Anselmo disse que a liga é formada por um pequeno grupo de pessoas e que, se a polícia do estado quisesse, poderia localizá-las em horas.

O deputado disse que as acusações contra a entidade resultam da luta pela terra entre o latifúndio e os sem-terra. Segundo ele, se há parlamentares que hoje se queixam de que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) tem alguém favorável aos sem-terra, é porque antes o Incra era favorável ao latifúndio.

As declarações foram feitas na audiência pública da Comissão de Agricultura que discute denúncias publicadas pela revista IstoÉ de que existem áreas em Rondônia sob o domínio armado da Liga dos Camponeses Pobres. A audiência ocorre no plenário 3.


Fonte: Agência Câmara

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi