Porto Velho (RO) terça-feira, 24 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Deputado cobra controle à infecção hospitalar em Rondônia


Ao assegurar que as infecções hospitalares são complicações relacionadas à assistência à saúde e se constituem na principal causa de morbidade e mortalidade hospitalar, gerando prejuízos aos usuários, à comunidade e ao Estado, o deputado Cláudio Carvalho (PT) apresentou projeto e lei na Assembleia Legislativa que autoriza o Poder Executivo a implantar, no âmbito do Estado de Rondônia, o Programa de Prevenção e Controle de Infecções Hospitalares. A proposição legislativa já se encontra em análise pelas comissões técnicas da Casa de Leis.

O programa proposto, segundo Cláudio Carvalho, poderá promover ações de conscientização e prevenção, ministrando cursos, palestras, esclarecimentos e orientações sobre infecções hospitalares aos pacientes, familiares e profissionais de saúde da rede pública e particular no âmbito do Estado de Rondônia.

“A infecção hospitalar é definida pela portaria MS nº 2616, de 12/05/1998, com aquela adquirida após a admissão do paciente e que se manifeste durante a internação ou após a alta, quando puder ser relacionada com a internação ou procedimentos hospitalares. A verdade é que no nosso dia a dia, dentro desse contexto da prestação de serviços à saúde, temos algumas perguntas que precisam de resposta, tais como o que significa a infecção hospitalar? Quais as causas? Como prevenir a infecção hospitalar? A quem cabe a missão de prevenir e controlar a infecção hospitalar? Quais mecanismos regulação e controle de serviços e produtos o Poder público se utiliza? Como as infecções hospitalares são complicações relacionadas à assistência à saúde, causando morbidade e mortalidade hospitalar, entendemos ser oportuno a adoção desse programa de prevenção e controle em nível de Rondônia”, observou Cláudio Carvalho.

Outro ponto destacado pelo deputado petista em seu projeto de lei é que o Ministério Público Federal de Rondônia emitiu recomendação à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para que adote providências no sentido da prevenção e controle da infecção hospitalar.             “Na recomendação da procuradora Lucyana Pepe há informação de que todos os hospitais do país são obrigados a manter um programa de controle de infecções hospitalares e constituir comissão de profissionais para executá-lo. A finalidade do nosso projeto de lei é autorizar o Governo do Estado a adotar o programa de prevenção e de controle, já que o Executivo poderá firmar convênios com instituições para que sejam elaboradas campanhas publicitárias de divulgação, esclarecimentos e sua difusão. Estamos oferecendo mecanismo legal e política de controle de infecção efetiva e normativa que envolva a população usuária dos serviços, possibilitando reflexão  sobre todas as estratégias possíveis que possam vir alterar esse quadro de saúdo em nosso Estado”, finalizou Cláudio Carvalho.

Fonte: Carlos Neves

Mais Sobre Política

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

A Assembleia Legislativa de Rondônia realizou na noite desta sexta-feira, 20, Sessão Solene no município de Cacoal, para entrega de entrega de Votos

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Com a presença dos deputados Luizinho Goebel (PSC), Cirone Deiró (União Brasil), Adelino Follador (União Brasil), e Laerte Gomes (PSB), a Assembleia

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), comandou na tarde desta quarta-feira (18), no Plenário da Casa de Leis, Sessão S

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

“A comercialização da saca do café robusta beneficiado está em R$ 700 reais com uma produção estimada para a safra de 2022, de 2,49 milhões de sacas