Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Daniela cobra Secretaria da Mulher


Uma Secretaria Especial da Mulher para tratar de ações pró-ativas e de políticas públicas para elas, no âmbito estadual, é o que está sendo proposto pela deputada Daniela Amorim, ao Governo do Estado. Conversa preliminar, nesse sentido, já foi mantida por ela com o governador Ivo Cassol, durante périplo pelo interior do Estado iniciado na sexta-feira passada.
A idéia tomou corpo durante as comemorações do dia internacional da mulher, na quinta-feira passada, dado a carência de um órgão no Estado para tratar específico das políticas públicas da mulher. "Existe um órgão em âmbito nacional, em Porto Velho já tem a Coordenadoria das Mulheres, com status de Secretaria, e cremos na boa vontade do Governo em implantar no Estado uma estrutura que possa trabalhar ações em defesa da mulher", acredita Daniela.
Na próxima semana, ela vai entrar em contato com o Governo do Acre, onde já existe uma Secretaria da Mulher para conhecer a estrutura, experiência e ações que possam ser implantadas em Rondônia. "As  barreiras maiores, muitas vezes, estão em nós mesmas. Há espaço e temos capacidade para juntas desenvolvermos ações  em favor do universo de 49% da população formada por mulheres. Essa Secretaria se faz necessária porque a única capital brasileira que não tem ainda uma Casa Abrigo para as mulheres, é a nossa. Sem contar com a ausência de tantas outras ações e políticas voltadas em defesa da mulher", justifica a deputada.
Ainda em defesa da estrutura especial, ela argumenta que mesmo o avanço obtido com a lei Maria da Penha – que pune com mais rigor agressão praticada contra a mulher – em Rondônia as estatísticas da violência contra a mulher ainda é alarmante. Segundo levantamento da Delegacia da Mulher, de janeiro para cá já foram registradas 700 ocorrências.
Esses dados, de acordo com Daniela Amorim, mais as carências de ações efetivas para as mulheres justificam a criação da Secretaria. "Estamos vendo uma forma, em nosso projeto, de não criar ônus para o Estado, mas  é mais do que hora de se ter uma estrutura voltada ao desenvolvimento de ações e de políticas concretas para a mulher e, nosso mandato, será dedicado a essa causa. Um lema muito importante ficou para todas nós mulheres, nessa semana: temos que acolher as diferenças, mas não podemos acolher as desigualdades", defende a deputada.

Yodon Guedes

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Veja a análise do cenário político para as eleições de 2024 em Porto Velho, confira os nomes

Veja a análise do cenário político para as eleições de 2024 em Porto Velho, confira os nomes

À medida que as eleições municipais se aproximam em Porto Velho, a atenção se volta para os pré-candidatos que buscam se destacar nos diversos aspec

MPF emite parecer pela manutenção do mandato do Governador Marco Rocha

MPF emite parecer pela manutenção do mandato do Governador Marco Rocha

O MPF com atuação no TSE emitiu parecer em dois recursos propostos em face da decisão do TRE que julgou improcedente as ações que visavam cassar o m

Movimento liderado pela deputada Cristiane Lopes e a Sociedade Civil Organizada busca redução das passagens aéreas em Rondônia

Movimento liderado pela deputada Cristiane Lopes e a Sociedade Civil Organizada busca redução das passagens aéreas em Rondônia

Na última terça-feira (09), a deputada federal Cristiane Lopes (União Brasil) e a Comissão Céus Abertos, composta por entidades da sociedade civil o

Mudanças partidárias: confira a nova composição da Alero

Mudanças partidárias: confira a nova composição da Alero

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) comunica a mudança de filiação partidária de três deputados estaduais que integram a 11ª Legislatura. O

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)