Domingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Crédito beneficia 170 produtores com R$ 6,6 milhões


Trabalhar ao lado da família, na terra cuidada por todos, tocando as lavouras e criando os animais que sua vocação escolheu e receber financiamento para fazer melhorias na casa, construir a tulha, escavar um poço novo, reformar cercas, pastos, currais - esse cenário, ideal para o agricultor, vai se tornando realidade para dezenas de produtores rurais de Rondônia, beneficiados pelo Programa Nacional de Crédio Fundiário (PNCF).

O programa financia a aquisição de imóveis rurais para agricultores sem terra, mediante a apresentação de projeto de investimento aprovado pelo Conselho Estadual do Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS), a exemplo do que aconteceu na última semana de agosto, quando o conselho aprovou a compra de mais 448,4975 hectares de terras em Vilhena e Theobroma, destinados a atender 54 produtores, num investimento total de 1,858 milhão de reais.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social (SEAPES), Marco Antonio Petisco, a quem está subordinada a Unidade Técnica que administra o programa em rondônia, a parceria firmada desde 2005 entre o Governo do Estado e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) irá produzir excelentes resultados até dezembro: “Devemos alcançar os 170 produtores atendidos, que irão trabalhar em áreas que somam mais de 2.200 hectares, totalizando um aporte de recursos superior a 6,678 milhões de reais”.

Em abril deste ano, outros 47 produtores, individuais e organizados em associações, que vivem em Pimenta Bueno e Ministro Andreazza e que vão ter acesso a mais de 1.000 alqueires adquiridos por 650,9 mil reais. O dinheiro  serviu para a compra das terras, contratação de topógrafos e registro da transação no Cartório de Imóveis.

Em maio, foi a vez de um grupo de 23 pequenos produtores do Projeto Fundiário Corumbiara, também em Pimenta Bueno, que tiveram aprovada sua proposta para a aquisição de três propriedades contíguas, que totalizam 500 alqueires de terra.

Cada produtor beneficiado tem direito também a contratar uma operação do Pronaf  “A” no valor de até 16,5 mil reais, destinados à estruturação do imóvel, financiando a construção de habitação, escavação de poço semi-artesiano com rede hidráulica (se for o caso). Cada família beneficiada deve entrar apenas com pequena contrapartida inicial, que pode ser integralizada em materiais, equipamentos, mão-de-obra ou moeda sonante. O prazo para reembolso dos recursos é de até 17 anos.

Fonte: Decom

Gente de OpiniãoDomingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Deputado Alex Redano anuncia recursos de R$ 16 milhões para asfalto em Ariquemes

Deputado Alex Redano anuncia recursos de R$ 16 milhões para asfalto em Ariquemes

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) anunciou nesta quinta-feira (13), a o destino de R$ 16 milhões para massa asfáltica em que serão exec

Deputada Ieda Chaves solicita policiamento ostensivo e novos totens de segurança no Morar Melhor

Deputada Ieda Chaves solicita policiamento ostensivo e novos totens de segurança no Morar Melhor

Preocupada com o bem-estar e segurança da população, a deputada estadual Ieda Chaves (União Brasil), solicitou do Governo de Rondônia, através dos R

Deputados aprovam revisão anual dos servidores da Assembleia Legislativa

Deputados aprovam revisão anual dos servidores da Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) aprovou o Projeto de Lei Complementar 77/2024, de autoria da Mesa Diretora, que concede revisão anual

Projeto que institui o Dia Estadual pelo Fim do Feminicídio é aprovado pela Assembleia

Projeto que institui o Dia Estadual pelo Fim do Feminicídio é aprovado pela Assembleia

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) aprovou o Projeto de Lei 111/2023, que institui no calendário estadual o dia 25 de março, como o Dia E

Gente de Opinião Domingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)