Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de abril de 2021
×
Gente de Opinião

Política

CPI vai indiciar os envolvidos na compra do dossiê, diz Jungmann


Bernardo de la Peña - Agência O Globo BRASÍLIA - Depois de uma série de reuniões que se estenderam até a madrugada desta quinta-feira, o relator da CPI dos Sanguessugas, senador Amir Lando (PMDB-RO), comprometeu-se a incluir no relatório os pedidos de indiciamento, por formação de quadrilha e abuso de poder econômico, dos seis envolvidos na tentativa de compra do dossiê da família Vedoin contra políticos tucanos. Segundo o vice-presidente da CPI, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), ficou acertado que Lando pedirá o indiciamento por estes crimes de Gedimar Passos, Valdebran Padilha, Hamilton Lacerda, Jorge Lorenzetti, Oswaldo Bargas e Expedito Veloso. Além deles, a CPI acertou ainda pedir o indiciamento, por ter se envolvido no episódio, do empresário Abel Pereira, também acusado de negociar a liberação de verbas na gestão do tucano Barjas Negri no Ministério da Saúde. Até ontem, Lando resistia a especificar no relatório qual teria sido a origem do R$ 1,7 milhão que seria usado para compra dos papéis que supostamente comprometeriam tucanos com o esquema dos sanguessugas. Mas, segundo Jungmann, o relatório da CPI vai dizer que, embora não tenha como se comprovar materialmente a origem do dinheiro, todos os indícios apontam para as campanhas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do senador Aloizio Mercadante (PT-SP) ao governo de São Paulo como fontes e beneficiárias do dinheiro apreendido pela Polícia Federal com Gedimar e Valdebran em um hotel de São Paulo. Além de Jungmann, participaram das reuniões com o relator até a madrugada o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), sub-relator responsável por investigar o episódio do dossiê, e a senadora Heloísa Helena (PSOL-AL). Segundo Jungmann, o texto original de Lando não tipificava o crime cometido pelos envolvidos, dizia apenas que no episódio a CPI havia verificado que havia ocorrido crime eleitoral. O relatório final da CPI, que será apresentado nesta quinta-feira, deve trazer também uma lista com os nomes de todos os funcionários da Câmara envolvidos no esquema de venda superfaturada de ambulâncias e uma lista de 61 prefeituras que teriam comprado irregularmante ambulâncias da Planam, empresa da família Vedoin.

Mais Sobre Política

Deputado Alex Redano recebe o presidente da ASSEJUS e garante portas abertas na ALE

Deputado Alex Redano recebe o presidente da ASSEJUS e garante portas abertas na ALE

Em visita institucional, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Alex Redano, recebeu nesta quinta-feira (15/04), o presidente da Associ

Marcos Rocha atende indicação do deputado Cirone Deiró e confirma “Tudo Aqui” para atender Cacoal

Marcos Rocha atende indicação do deputado Cirone Deiró e confirma “Tudo Aqui” para atender Cacoal

Em recente visita ao município de Cacoal, o governador Marcos Rocha (sem partido) reconheceu a necessidade da implantação do Tudo Aqui na Capital do

Em Brasília, Mariana Carvalho e vereadores de Cacoal buscam solução para o sorteio do Residencial Cidade Verde

Em Brasília, Mariana Carvalho e vereadores de Cacoal buscam solução para o sorteio do Residencial Cidade Verde

A Deputada Federal Mariana Carvalho e os Vereadores de Cacoal Edimar Kapiche e Paulinho do Cinema se reuniram nesta quarta-feira (14) com o Secretár

Reunidos em comissão geral, deputados aprovam o nome de Paulo Renato Haddad para presidência da Fapero

Reunidos em comissão geral, deputados aprovam o nome de Paulo Renato Haddad para presidência da Fapero

Em comissão geral realizada no Plenário das Deliberações na noite de terça-feira (13), os deputados aprovaram em votação nominal o nome de Paulo Ren