Quinta-feira, 20 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Coordenadoria visita Juizado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência


   
Com as comemorações pelos dois anos de criação da Lei Maria da Penha, a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (CMPPM) visitou na manhã desta segunda-feira (22), o recém-criado Juizado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar e Apoio à Criança e Adolescente, cuja sede fica no Fórum Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia, na Avenida Rogério Weber.

A titular da CMPPM, Mara Regina Araújo, foi acompanhada pela primeira-dama do município, Lucilene Peixoto, a presidente do Conselho Municipal de Defesa da Mulher, Francisca Serrão, a diretora do Centro de Referência da Violência contra a Mulher “Sonho de Liberdade”, Sheila Tristão e a secretária municipal de Educação, Fátima Ferreira. Todas foram recebidas pelo juiz titular da Vara, Álvaro Kálix, que mostrou o funcionamento do juizado que iniciou as atividades desde o dia 15 de setembro.

“Nosso juizado já começa trabalhando de maneira diferenciada, já que temos uma equipe composta por um psicólogo e uma assistente social, que vão possibilitar a melhor apuração e aplicação das penas contra os agressores de mulheres. Atualmente, são 700 processos tramitando no Tribunal de Justiça envolvendo a violência contra o sexo feminino. Esperamos que estes números diminuam o quanto antes”, afirmou Álvaro Kálix.

Mara Regina expressou a alegria por ver o trabalho colocado em prática. “Com dois anos de ação, a Lei Maria da Penha está produzindo um dos frutos mais concretos, que é a criação deste juizado. Agora, acredito que os homens vão ter mais consciência e vão pensar duas vezes antes de levantar a mão para uma mulher, já que as decisões punitivas vão ser bem mais ágeis”.

Já a primeira-dama do município apontou os principais avanços durante a vigência da Lei Maria da Penha. “Em nossa cidade, foi criada a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, que é a única em todo o estado. Depois, vieram outros avanços como o Centro de Referência “Sonho de Violência”, cursos de capacitação para geração de renda, seminários, oficinas, entre outras atividades que possibilitam evitar que a violência contra a mulher. Agora, com o juizado esperamos que o trabalho de prevenção continue ainda mais eficiente”, apontou Lucilene Peixoto.

Fonte: Ascom

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 20 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Deputado Alex Redano busca junto ao DER recurso para Guajará-Mirim

Deputado Alex Redano busca junto ao DER recurso para Guajará-Mirim

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) recebeu no último dia 12 de junho (quarta-feira) uma demanda para solucionar a drenagem pluvial na a

Deputada Federal Cristiane Lopes anuncia investimentos em Visitas a Vilhena, Espigão D'Oeste e Cacoal

Deputada Federal Cristiane Lopes anuncia investimentos em Visitas a Vilhena, Espigão D'Oeste e Cacoal

Cumprindo uma intensa agenda pelo interior de Rondônia, a deputada federal Cristiane Lopes (União Brasil) visitou na última semana os municípios de

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de Moura

A cidade de Rolim de Moura receberá nos dias 8 e 9 de agosto a 3ª Feira Científica. O fórum, organizado pelo Instituto Mocam - Movimento Científico

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Presidente Laerte Gomes destaca sucesso do 1º Fórum do Parlamento Amazônico em Brasília

Sob a presidência do deputado estadual Laerte Gomes (PSD), o Parlamento Amazônico se reuniu na tarde da última terça-feira (19), na Câmara dos Deput

Gente de Opinião Quinta-feira, 20 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)