Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Convênio entre OAB/RO e TRT/14 leva escritório corporativo a Jaru




Convênio firmado essa semana entre a Seccional Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RO) e o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT/14) assegura a implantação do Escritório Corporativo no âmbito da subseção de Jaru. O escritório, segundo informou o presidente da OAB/RO, Hélio Vieira, funcionará nas instalações da subseção, já que está localizada bem próxima da Vara do Trabalho do Município. “Advogados, devidamente credenciados, atenderão reclamações trabalhistas com instruções sobre processos e prestação jurisdicional”, explica Vieira.

O convênio que garante a implantação do escritório foi assinado no último dia 02 e publicado no Diário Oficial da União (DOU) de 10 de setembro.

Em pleno funcionamento já em Ji-Paraná, Ouro Preto, Ariquemes, Cacoal e Porto Velho, Vilhena, Presidente Médici e Pimenta Bueno. Com as novas unidades, o Escritório Corporativo garante atendimento jurídico de qualidade ao cidadão e amplia o mercado de trabalho para os jovens advogados destas localidades. “Acredito que essa seja uma forma simples e rápida com a qual a OAB trabalha para inserir os novos advogados no mercado de trabalho e, apenas isso, considerando também as vantagens aos jurisdicionados, já justificaria nosso esforço”, observa Hélio Vieira.

Já o presidente da subseção da OAB em Jaru, advogado Mário Roberto Pereira de Souza, um dos que defende a idéia do escritório corporativo como forma de melhorar a prestação jurisdicional no âmbito da Justiça do Trabalho, saudou a iniciativa como uma conquista da advocacia de Jaru e região. “Sobretudo dos colegas que estão chegando agora ao mercado de trabalho, que é um momento mais difícil para o profissional do Direito”, reforça Mário.

O convênio para a instalação dos novos escritórios foi celebrado durante reunião do conselho seccional da OAB, no final de abril, em Ji-Paraná. A desembargadora Cesarineide de Souza Lima, presidente do TRT, prestigiou o ato e elogiou a OAB Rondônia pela iniciativa que, segundo ela denota preocupação com o jurisdicionado sem esquecer a valorização do advogado.

O escritório corporativo – concebido a partir de entendimentos entre a OAB, ainda na gestão Orestes Muniz (2004-2006), e o TRT, na gestão da desembargadora Elana Leiva de Farias – foi implantado a partir da constatação de que o trabalhador que procura a Justiça do Trabalho sem o advogado deixa de reivindicar alguns direitos por falta de conhecimento técnico. Para evitar esse desequilíbrio processual, já que a outra parte representada pelo patrão normalmente comparece à Justiça assessorada por um advogado, a Ordem propôs a instalação do escritório e o fim da tomada de reclamação a termo.

Fonte: Ascom/OAB-RO

Mais Sobre Política

Presidente Laerte Gomes anuncia R$ 800 mil para construção de UBS durante visita ao frigorífico Rio Beef

Presidente Laerte Gomes anuncia R$ 800 mil para construção de UBS durante visita ao frigorífico Rio Beef

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Laerte Gomes (PSDB), visitou na manhã desta sexta-feira as instalações do frigorífico Rio Beef e an

Vereadora Cristiane Lopes cobra solução para os problemas do Transporte Coletivo

Vereadora Cristiane Lopes cobra solução para os problemas do Transporte Coletivo

Desde o início do seu mandato, a vereadora Cristiane Lopes (PP) tem cobrado uma solução definitiva para os problemas do Transporte Coletivo da Cap

Presidente Laerte Gomes e governador Marcos Rocha visitam obras do Anel Viário de Ji-Paraná

Presidente Laerte Gomes e governador Marcos Rocha visitam obras do Anel Viário de Ji-Paraná

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) e o governador Marcos Rocha (PSL) visitaram nesta quarta-feira (18) o canteiro de obras

Deputado Cirone Deiró disse que abertura de CPI para fiscalizar Energisa responde clamor da sociedade

Deputado Cirone Deiró disse que abertura de CPI para fiscalizar Energisa responde clamor da sociedade

“A Energisa submeteu os rondonienses a uma crise energética sem precedentes. Os prejuízos estão sendo contabilizados em todos os segmentos da econom