Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Camurça não fala a verdade sobre recursos para a maternidade


Durante o debate entre os candidatos ao Governo de Rondônia realizado pela Rede TV, na última terça-feira (05) em Porto Velho, o postulante Carlinhos Camurça (PDT) não falou a verdade quando questionado por Ivo Cassol. No bloco do debate em que eram sorteados os candidatos para fazem perguntas entre si, Ivo Cassol questionou o candidato e ex-prefeito da Capital, Camurça, sobre sua capacidade de administrar.

Cassol citou como exemplo, os 500 mil reais, que o Governo do Estado repassou para Porto Velho, quando Camurça era prefeito, para compra de equipamentos da maternidade municipal e que por falta de competência, não foi usado e voltou para os cofres do Estado. Camurça, intencionalmente, afirmou que não era irresponsável e que não utilizou o recurso, pois era mês de outubro e ele estava em fim de mandato. Além de não conseguir, em seis anos, inaugurar a maternidade, o candidato do PDT ainda mente sobre o período em que foi assinado e formalizado o convênio.

Segundo dados do Siafen, aberto a todas as pessoas que queiram consultá-lo, os 500 mil, que Carlinhos alega ter recebido somente em outubro, foi depositado na conta corrente da Prefeitura de Porto Velho no dia 29 de março de 2004, nove meses antes do término do seu mandato, um período inteiro de gestação. A tentativa de Camurça de distorcer a realidade é comprovada através dos documentos de pagamento do processo 1712/06749/03, referentes ao convênio nº 231/PGE/03. O comprovante ainda aponta o número da conta beneficiada e a agencia bancária.

A intenção da administração estadual, com o repasse dos 500 mil reais, era ajudar o município a colocar a maternidade para funcionar. O dinheiro foi depositado, porém nunca utilizado. A irresponsabilidade prejudicou milhares de mulheres e recém nascidos. O recurso deveria ser utilizado na aparelhagem do hospital mas não despertou interesse de Camurça, pois não fez nem um projeto ou processo licitatório. Esse é o exemplo de bom administrador que Carlinhos tem para mostrar.

O governo de Rondônia, quando foi notificado da volta do recurso, trabalhou para que o mesmo ainda fosse revertido para a população da Capital. Já na atual administração municipal, o Estado repassou os 500 mil reais para a reforma completa e ampliação da Policlínica Amilton Gomdim, no Bairro Tancredo Neves, um dos mais populosos da cidade. Esse trabalho sim, é exemplo de competência e comprometimento com o povo.

Mais Sobre Política

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que  investiga fraude em fundos de pensão

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que investiga fraude em fundos de pensão

Por determinação do Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a Operação Grand Bazaar, visando desarticular um “esquema cri

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di