Porto Velho (RO) sábado, 6 de março de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Audiência pública na ALE vai debater questão fundiária na quinta-feira, dia 14


Para tratar sobre a situação fundiária no Estado de Rondônia, a Assembléia Legislativa vai realizar na quinta-feira, dia 14, audiência pública com a participação de autoridades do setor, bem como de representantes dos segmentos agrícola e da pecuária. O evento foi requerido pelo presidente do Parlamento Estadual, deputado Neodi Carlos (PSDC), e vai acontecer no plenário do Poder Legislativo a partir das 9 horas.

Em sessão ordinária, na semana, Neodi Carlos convidou oficialmente os demais deputados para o "amplo debate sobre uma questão que é de interesse geral e que visa, além da tentativa da legalização de terras, o crescimento do Estado de Rondônia. Desejo que todos convidem em suas bases políticas as lideranças rurais para participar desta discussão. O momento é propício para se debater a questão fundiária .

O presidente da Assembléia Legislativa entende que se houver a regularização fundiária no Estado ninguém segura o desenvolvimento de Rondônia. Neodi destacou ainda que dos 27 Estados da Federação, apenas cinco não detêm a responsabilidade da questão fundiária e Rondônia é um deles. "Essa responsabilidade deve ficar com o Estado que sabe realmente qual é a realidade de Rondônia na questão fundiária. Os deputados precisam lutar para que essa responsabilidade seja repassada para o crivo Estado".

Neodi Carlos fez questão de frisar que reconhece que, através do Incra, houve o maior desenvolvimento do Estado de Rondônia, mas que, atualmente, o Instituto não está cumprindo com o seu papel, deixando a desejar. "Os agricultores não têm o que é o principal: documento da terra. E sem esse documento o agricultor não tem acesso a financiamentos em instituição financeira, como o Basa, que retorna milhões por ano porque não consegue investir em Rondônia por falta de documentação das terras. Com a regularização das terras haverá desenvolvimento porque o povo deste Estado é um povo trabalhador que tem garra, mas que está desmotivado em função dessas situações".

Ao abordar que o Estado de Rondônia é eminentemente agrícola, o presidente Neodi Carlos falou que "não temos indústrias e queremos produzir o etanol, o biodiesel e transformar este Estado num dos mais ricos de Federação. Não podemos deixar de reconhecer o esforço do Governo Federal para trazer o biodiesel para o Estado. Faço um apelo para que compareçam no dia 14, às 9 horas, para buscarmos uma solução para esta questão, porque sem regularização de terras não tem como haver desenvolvimento".

Fonte: Decom  - Carlos Neves

Mais Sobre Política

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (3) o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE) com medidas para compensar a perda de receita e

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

O deputado Estadual Adelino Follador (DEM) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira, 02, para voltar a defender a redu

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

A construção de vias adicionais como acostamento e/ou ciclovia, bidirecional na RO-005, mais conhecida como Estrada da Penal, em Porto Velho, foi so

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) indicou ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado de Finanças (SEFIN) a necessidade de ser reduzido a