Porto Velho (RO) terça-feira, 9 de março de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Audiência pública expõe as deficiências do transporte coletivo urbano de Porto Velho


A Câmara Municipal de Porto Velho abriu espaço nesta quinta-feira, dia 29/03, para um amplo debate sobre os problemas do transporte coletivo urbano da capital. Proposta pelo vereador José Wildes de Brito (PT), a sessão especial teve a participação do presidente de Câmara, vereador José Hermínio (PT); do secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Cláudio Carvalho; do presidente da CUT/RO, Itamar Ferreira; do presidente do SITETUPERON, José Ribamar, além de representantes das empresas de ônibus, líderes  asindicais, líderes estudantis, o Ministério Público, o Tribunal de Justiça e as associações dos portadores de necessidades especiais e dos aposentados.

O vereador José Wildes foi o primeiro a se pronunciar, oportunidade em que apontou as principais falhas do transporte coletivo urbano de Porto Velho e defendeu melhorias no sistema. Todos os setores representados puderam se manifestar e expor idéias, propostas, justificativas e opiniões.

O movimento estudantil foi representado na mesa principal pelo presidente da União dos Estudantes, Ozanir Silva. Ele criticou a qualidade do transporte urbano e fez uma grave denúncia, de que os estudantes são humilhados pelas empresas de ônibus, pois são obrigados a comprovarem várias vezes que são estudantes, não bastando apresentar a carteirinha de estudante na hora da aquisição da carga do cartão.

As dificuldades enfrentadas pelos portadores de necessidades especiais em utilizarem o transporte coletivo foram lembradas em todos os discursos. É unânime o pensamento de que os deficientes físicos são proibidos de utilizarem os ônibus em Porto Velho devido á falta de adaptação dos coletivos.

O presidente da CUT/RO, Itamar Ferreira, reproduziu as denúncias de assédio moral divulgadas pela Central, em que motoristas e cobradores são vigiados por câmeras de segurança e com isso forçados a cumprirem metas. Ele denunciou que os motoristas de microônibus recebem salários inferiores em relação aos motoristas de ônibus convencionais e ainda acumulam a função de cobrador.

O vereador José Wildes foi bastante aplaudido quando apontou um a um os itens que compõem o sofrimento dos usuários do transporte coletivo de Porto Velho. “Precisamos rever essa situação. Vamos ver onde estão as falhas e tentar corrigi-las. Vamos questionar as planilhas de custos, e se for preciso, vamos questionar os lucros, pois os usuários não podem continuar pagando tão caro por um serviço de péssima qualidade”, disse.
 

Fonte: Adércio Dias

Mais Sobre Política

Deputado Cirone Deiró se posiciona mais uma vez contra o fechamento do comércio

Deputado Cirone Deiró se posiciona mais uma vez contra o fechamento do comércio

“Penalizar os empresários e trabalhadores do comércio, que estão cumprindo todas as medidas de prevenção contra a Covid não é, e nunca foi o melhor ca

Presidente Alex Redano destaca sessão histórica que aprova criação de fundo para a compra de vacinas

Presidente Alex Redano destaca sessão histórica que aprova criação de fundo para a compra de vacinas

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), classificou como histórica a sessão extraordinária na tarde deste domingo (07), qu

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (3) o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE) com medidas para compensar a perda de receita e