Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Anselmo celebra evolução nacional via PAC


 

Para Anselmo de Jesus, PAC é o maior programa de investimentos estratégicos do País nas últimas quatro décadas

Os primeiros sinais concretos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) levaram o deputado federal Anselmo de Jesus (PT/RO) a fazer pronunciamento em sessão plenária de ontem(28), na Câmara dos Deputados. O deputado foi motivado pelos percentuais divulgados acerca do andamento do programa, exatamente um ano após seu lançamento, que mostraram que do total de empreendimentos, 62% são de obras iniciadas, 23% estão em licitação e 15% encontram-se na etapa de projetos ou licenciamento.

Para Anselmo os números alcançados permitem antecipar que está começando uma nova etapa do desenvolvimento brasileiro. “O PAC é um programa ousado e diferente de qualquer programa desse tipo feito até hoje no Brasil, pois alia o investimento em infra-estrutura a medidas para estimular os setores produtivos e estender benefícios sociais a todas as regiões”, disse o parlamentar reforçando que o programa contempla todos estados brasileiros, e não apenas nas áreas que já têm uma atividade econômica forte.

“Os investimentos previstos são de R$ 503,9 bilhões entre os anos de 2007 e 2010, que serão aplicados na recuperação da infra-estrutura existente, conclusão de obras em andamento e em novos projetos, selecionados por sua capacidade de gerar retorno econômico e social, ou seja, produzir benefícios reais para a população”, enfatizou.

Outro destaque dado pelo deputado petista foi a preocupação e atenção ao ser programado pelo PAC projetos específicos, principalmente nas regiões menos desenvolvidas como o Norte, Nordeste e Centro-Oeste. As regiões receberão R$ 50,9, R$ 80,4 e R$ 24,1 bilhões respectivamente.

Anselmo exemplificou as ações do programa, dando destaque ao estado de Rondônia, que contará com investimentos totais de R$ 14,3 bilhões para áreas de logística, energia e infra-estrutura social e urbana. Durante o pronunciamento o deputado rondoniense detalhou as informações disponibilizadas pelo Comitê Gestor, onde apontou que a maioria dos empreendimentos do estado está na etapa de ações preparatórias de projetos e licenciamento, ou na fase de contratação. Ao destacar Rondônia entre os beneficiários do PAC, Anselmo de Jesus afirmou que o estado  em nenhum outro momento de sua história, recebeu tantos investimentos importantes coordenados pela União.

Foram expostos pelo parlamentar as ações do PAC no eixo de infra-estrutura logística como a construção do terminal hidroviário Cai n’água, em Porto Velho, que está na etapa das ações preparatórias; a contemplação com recursos totais de R$ 13,4 bilhões, no eixo de infra-estrutura energética, divididos em quatro projetos de usinas hidrelétricas (Santo Antônio, Jirau, obras de Rondon II e estudos ambientais de Tabajara); R$ 230,9 milhões para obras do programa Luz para Todos, já sendo realizadas, e mais R$ 541, 4 milhões para obras de saneamento, atendendo 45 municípios rondonienses. Ji-Paraná, município onde o deputado iniciou sua atividade política, também mereceu citação por receber investimentos na ordem de R$ 9,3 milhões para o sistema de abastecimento de água e R$ 265 mil para saneamento em áreas indígenas.  O programa prevê ainda investimentos de mais de R$ 183,5 milhões em habitação e urbanização, com projetos para esses e outros 12 municípios.

Além dos investimentos diretos no Estado, Rondônia será beneficiada por empreendimentos regionais de infra-estrutura energética. Projetos nas áreas de geração e transmissão de energia elétrica receberão R$ 2,2 bilhões. Também estão previstas linhas de transmissão entre Rondônia e Mato Grosso, inclusive a de Ji-Paraná a Vilhena, já em fase de construção. Ainda aparece em fase preparatória o gasoduto Urucu-Porto Velho, nos estados do Amazonas e Rondônia.   

O deputado Anselmo foi convicto ao definir o Programa de Aceleração do Crescimento como o maior programa estratégico de investimentos do Brasil nas últimas quatro décadas, concebido para induzir um crescimento que favoreça toda a população e não apenas pequenos grupos. “O PAC indica que com estabilidade econômica e um governo realmente voltado para os interesses da sociedade, o Brasil retomou o planejamento de longo prazo”, afirmou.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi

Projeto de Follador cria Passaporte Animal para trânsito em feiras e eventos

Projeto de Follador cria Passaporte Animal para trânsito em feiras e eventos

A exemplo da experiência de sucesso do Rio Grande do Sul, o deputado Adelino Follador apresentou nesta terça-feira (15) ao Plenário da Assembleia Le