Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política

AMIR Defende honestidade no governo do estado


Lúcio Albuquerque

Em clara alusão às acusações contra o governador Ivo Cassol na Ação Penal nº 401, que tramita no STJ, o senador Amir Lando iniciou sua participação no debate entre candidatos a governador realizado no auditório da Ulbra em Porto Velho, terça-feira a noite, dizendo que "Não é favor de ninguém, especialmente de uma autoridade, obedecer a lei. Não podemos tolerar o desvio do dinheiro público. Tem que haver impessoalidade, e obedecer a lei de licitações".

Lembrando Ulisses Guimarães, e suas ações em diferentes Comissões Parlamentares de Inquérito, Amir Lando disse ainda que "A ética na política é não roubar, não deixar roubar, e colocar na cadeia quem rouba". Porisso - continuou o líder da coligação Rondônia mais Humana, "considero imprescindível um governador com esta atitude para recuperar a imagem de Rondônia no Brasil, viabilizando seu desenvolvimento.

No debate, Amir também abordou sua proposta para a criação de uma Universidade Virtual com utilização de satélites e telões para levar o ensino superior a todas as localidades do Estado, e a questão da geração de emprego e renda. Salientando seu apoio aos projetos das hidrelétricas do Madeira, que temporariamente vão oferecer milhares de postos de trabalho, e atrair a instalação de indústrias em Rondônia.

Para Amir, a geração de emprego e renda é o grande desafio em Rondônia. "É preciso planejar o desenvolvimento industrial. Vou buscar investimentos fora, no governo federal, em organismos internacionais e na iniciativa privada. Mostrar o lado positivo de Rondônia. Tenho credibilidade para isto. Vou ampliar os financiamentos para a agricultura, e reerguer a EMATER para levar tecnologia ao campo, iniciando o processo de agro-indústria nas propriedades rurais", afirmou.

Dirigindo suas prioridades aos jovens, Amir Lando disse que no futuro próximo Porto Velho poderá ser um pólo petroquímico com o gás de Urucum, e um grande centro industrial e de comércio, com a utilização de matéria prima de outras regiões, e a recuperação da agricultura no Estado para a indústria de transformação.

"Estamos em uma posição geográfica privilegiada, no coração da América do Sul. Na confluência da BR 364, hidrovia do Madeira, rodovia do Pacífico, e ligação com a Venezuela e o Caribe através da BR 319, que está sendo recuperada. Vamos dirigir o governo para otimizar esta posição, gerando emprego e renda com o comércio atacadista para toda a América do Sul, e a indústria de transformação com matéria prima de outras regiões transportadas até Rondônia, e com os produtos agrícolas, os produtos da floresta, e os produtos minerais de nossa região", disse.

Mais Sobre Política

Desembargadores do TJ-RO explicam sobre mudanças administrativas

Possibilidade de convocação de aprovados no concurso fica para o próximo ano

Reoneração da Folha de Pagamentos

Reoneração da Folha de Pagamentos

*Reoneração da Folha de PagamentosPara pôr fim à greve dos caminhoneiros que, recentemente, paralisou o país, o governo federal - com o apoio do Poder

Cristiane Lopes volta a rua São Miguel e cobra providências urgentes

Cristiane Lopes volta a rua São Miguel e cobra providências urgentes

A vereadora Cristiane Lopes (PP) continua lutando para que os moradores da rua São Miguel e da 4ª Etapa do Bairro Cohab tenham o tão sonhado asfalto e