Porto Velho (RO) quarta-feira, 14 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política

AMIR Defende honestidade no governo do estado


Lúcio Albuquerque

Em clara alusão às acusações contra o governador Ivo Cassol na Ação Penal nº 401, que tramita no STJ, o senador Amir Lando iniciou sua participação no debate entre candidatos a governador realizado no auditório da Ulbra em Porto Velho, terça-feira a noite, dizendo que "Não é favor de ninguém, especialmente de uma autoridade, obedecer a lei. Não podemos tolerar o desvio do dinheiro público. Tem que haver impessoalidade, e obedecer a lei de licitações".

Lembrando Ulisses Guimarães, e suas ações em diferentes Comissões Parlamentares de Inquérito, Amir Lando disse ainda que "A ética na política é não roubar, não deixar roubar, e colocar na cadeia quem rouba". Porisso - continuou o líder da coligação Rondônia mais Humana, "considero imprescindível um governador com esta atitude para recuperar a imagem de Rondônia no Brasil, viabilizando seu desenvolvimento.

No debate, Amir também abordou sua proposta para a criação de uma Universidade Virtual com utilização de satélites e telões para levar o ensino superior a todas as localidades do Estado, e a questão da geração de emprego e renda. Salientando seu apoio aos projetos das hidrelétricas do Madeira, que temporariamente vão oferecer milhares de postos de trabalho, e atrair a instalação de indústrias em Rondônia.

Para Amir, a geração de emprego e renda é o grande desafio em Rondônia. "É preciso planejar o desenvolvimento industrial. Vou buscar investimentos fora, no governo federal, em organismos internacionais e na iniciativa privada. Mostrar o lado positivo de Rondônia. Tenho credibilidade para isto. Vou ampliar os financiamentos para a agricultura, e reerguer a EMATER para levar tecnologia ao campo, iniciando o processo de agro-indústria nas propriedades rurais", afirmou.

Dirigindo suas prioridades aos jovens, Amir Lando disse que no futuro próximo Porto Velho poderá ser um pólo petroquímico com o gás de Urucum, e um grande centro industrial e de comércio, com a utilização de matéria prima de outras regiões, e a recuperação da agricultura no Estado para a indústria de transformação.

"Estamos em uma posição geográfica privilegiada, no coração da América do Sul. Na confluência da BR 364, hidrovia do Madeira, rodovia do Pacífico, e ligação com a Venezuela e o Caribe através da BR 319, que está sendo recuperada. Vamos dirigir o governo para otimizar esta posição, gerando emprego e renda com o comércio atacadista para toda a América do Sul, e a indústria de transformação com matéria prima de outras regiões transportadas até Rondônia, e com os produtos agrícolas, os produtos da floresta, e os produtos minerais de nossa região", disse.

Mais Sobre Política

Técnicos poderão ser aproveitados no futuro governo do coronel Marcos Rocha

Técnicos poderão ser aproveitados no futuro governo do coronel Marcos Rocha

Essa possibilidade não foi descartada pelo governador eleito

Eleita nova Diretoria do Sindafisco para o biênio de 2019/2020

Eleita nova Diretoria do Sindafisco para o biênio de 2019/2020

Pela primeira vez o processo foi realizado on-line, garantindo assim total segurança e agilidade, tanto no processo eleitoral.

Mariana Carvalho recebe demandas de Porto Velho

Mariana Carvalho recebe demandas de Porto Velho

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO) recebeu em seu gabinete os vereadores de Porto Velho Márcio Miranda e Márcio Pacele, além do deputad

Comissão aprova redefinição dos limites de duas reservas extrativistas em Rondônia

Comissão aprova redefinição dos limites de duas reservas extrativistas em Rondônia

Projeto reduz limites de uma reserva extrativista e amplia a área de outraA Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia a