Porto Velho (RO) segunda-feira, 8 de março de 2021
×
Gente de Opinião

Política

AMIR aos universitários: é preciso botar ordem no estado


Lúcio Albuquerque

"É preciso botar ordem na administração do Estado para que se possa ter
governabilidade e, assim, se ganhar a confiança e a parceria da sociedade",
disse o candidato a governador Amir Lando (coligação Rondônia mais humana)
na noite de quinta-feira, ao participar do debate  promovido pelo Centro
Acadêmico "5 de Outubro", dos estudantes do curso de Direito da Unir.

Amir Lando respondeu a 18 perguntas feitas por estudantes da Faro e da Unir,
nas áreas previstas pelos organizadores, Saúde, Educação e Segurança e, ao
final, disse ser necessário "reconstruir aquilo que mais o cidadão
rondoniense está sentindo atualmente de parte da administração estadual, que
é a falta de respeito que o Estado deve ter pela sociedade. A partir do dia
1º de janeiro vamos botar ordem na administração".

Ao falar sobre a Segurança Pública Amir foi claro: "O Governo que acaba dia
31 de dezembro inverteu a pirâmide, quebrando a hierarquia ao fazer uma
distribuição de funções por amizade pessoal, gerando a animosidade interna
nas instituições da área e, com isso, fazendo com que o sistema perdesse seu
próprio sentido, apesar dos esforços que, praticamente remando contra a
maré, seus membros realizam. Nós vamos recolocar o sistema em ordem e,
também, gerar mecanismos capazes de fazer com que a Segurança Pública em
Rondônia deixe de ser um fator negativo, o que só acontece em razão da
quebra de hierarquia e da falta de respeito profissional para com os
policiais".

O candidato a governador reafirmou que uma das metas na área de saúde "é
acabar de vez com o passeio das ambulâncias, o que acontece porque o Estado
não tem uma política de apoio efetivo aos municípios e estes não podem arcar
com os custos de atendimento na área, o que sobrecarrega o sistema na
capital, colocando em risco, devido ás atribulações da viagem, os pacientes,
seus acompanhantes e os condutores das ambulâncias".

Ele disse que seu projeto de Governo prevê a construção de três hospitais
especializados, em Traumatologia, Cardiologia e na área de Câncer. "Vamos
trabalhar investindo principalmente na saúde preventiva, como forma de
reduzir o custo do sistema e, com isso, melhorar a qualidade do
atendimento".

Na área de Educação Amir Lando disse que seu Governo "vai fazer parceria com
a Unir e investir forte tanto no ensino básico quanto em outras formas,
especialmente na área de formação técnica e no Ensino a Distância. "Não
podemos nos dar ao luxo de pretender implantar um parque industrial e
importarmos trabalhadores especializados. O Estado tem de gerar meios para
que eles possam ser preparados dentre os jovens daqui mesmo".

 

Mais Sobre Política

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (3) o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE) com medidas para compensar a perda de receita e

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

O deputado Estadual Adelino Follador (DEM) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira, 02, para voltar a defender a redu

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

A construção de vias adicionais como acostamento e/ou ciclovia, bidirecional na RO-005, mais conhecida como Estrada da Penal, em Porto Velho, foi so

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) indicou ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado de Finanças (SEFIN) a necessidade de ser reduzido a