Porto Velho (RO) domingo, 24 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Política

ALE retira direitos dos trabalhadores em educação e revolta ainda mais a categoria


Os trabalhadores em educação da rede estadual, que já decidiram paralisar as atividades a partir de segunda-feira, dia 06 de agosto, agora têm mais motivos para engrossar o movimento, pois alguns deputados estaduais, ligados ao governo do Estado, estão aprovando leis que retiram direitos da categoria. Para a direção do SINTERO, esta é mais uma forma de pressão e mais uma tentativa de intimidar o movimento, já que a CPI não deu certo. Os deputados que estão contra os trabalhadores em educação serão cobrados em suas bases, pois foram eleitos prometendo trabalhar pelo povo, e não para retirar direitos dos servidores. 

A primeira investida foi um ato covarde que alterou a Constituição do Estado retirando a única garantia que os trabalhadores em educação tinham de reposição salarial. A Proposta de Emenda Constitucional 011/07, de autoria do governista Luizinho Goebel, foi votada em sessão extraordinária, realizada de madrugada, e convertida na Emenda Constitucional nº 058, revogando, assim, o parágrafo único do artigo 249 da Constituição estadual, que previa a obrigatoriedade do Estado de aplicar anualmente no mínimo 0,5% do orçamento fiscal na construção de casas populares, destinadas, exclusivamente à população de baixa renda; e todo o artigo 44 das Disposições Constitucionais Transitórias, que dava aos trabalhadores em educação direito a reajuste salarial anual, de no mínimo 10%, além do reajuste geral de salários que for concedido aos servidores do Poder Executivo.

Diante da disposição da categoria de entrar em greve a partir de segunda-feira, os deputados governistas atacaram novamente, desta vez alterando o Plano de Carreira do Magistério (Lei Complementar nº 250/2001), como forma de pressionar para que não haja paralisação. A lei aprovada quinta-feira, dia 02/08, suspende a gratificação de incentivo ao magistério dos professores que faltarem, na proporção de um mês de gratificação para cada dia de falta. A gratificação de incentivo ao magistério foi uma importante conquista da categoria através do SINTERO, e representa 33% do salário dos professores. A aprovação desta lei já está sendo usada por diretores de escolas para ameaçar trabalhadores em educação dispostos a aderirem à greve.

A atuação dos deputados, legislando contra os trabalhadores, causou revolta na educação, que já vem sendo duramente perseguida pelo governo do Estado. Entre outros atos que caracterizam a perseguição, está o aumento de salário de até 116% concedido pelo governo aos diretores de escolas e ocupantes de cargos comissionados na educação, enquanto os demais trabalhadores lutam desde o início do ano por reposição de perdas salariais. O governo vem se negando a negociar, pois alega que os cofres públicos não suportam qualquer reajuste.

Também em contradição aos argumentos do governo, os deputados estaduais tiveram aumento de 28% e os secretários de Estado engordaram os seus salários com aumento de 73%. Nesse mesmo período a arrecadação do Estado cresceu mais de 126% e a folha de pagamento passou a comprometer 38% das receitas, com larga margem para reajuste de salários em relação ao limite de 49% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Fonte: Adércio Dias

 

 

Mais Sobre Política

Presidente Laerte Gomes cria Fundo Especial do Poder Legislativo de Complementação ao Fundo Financeiro do Iperon

Presidente Laerte Gomes cria Fundo Especial do Poder Legislativo de Complementação ao Fundo Financeiro do Iperon

Comandada pelo presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes (PSDB) as duas sessões extraordinárias realizadas na manhã desta segun

Ismael Crispin apoia verba indenizatória para profissionais que atuam no tratamento da Covid-19

Ismael Crispin apoia verba indenizatória para profissionais que atuam no tratamento da Covid-19

Nesta segunda-feira (18), em sessão extraordinária na Assembleia Legislativa, o deputado Ismael Crispin (PSB) votou favorável ao projeto de autoria do

Sancionada lei do deputado Alex Silva que inclui o evento “Marcha para Jesus” no calendário cultural oficial do estado de Rondônia

Sancionada lei do deputado Alex Silva que inclui o evento “Marcha para Jesus” no calendário cultural oficial do estado de Rondônia

Na última terça-feira (12) foi sancionada pelo Governo de Rondônia e publicada no Diário Oficial, a Lei Nº 4.939, de autoria do Deputado Estadual Al

Cirone Deiró defende plano emergencial para o enfrentamento da Covid-19

Cirone Deiró defende plano emergencial para o enfrentamento da Covid-19

Em reunião com o secretário de saúde do estado, Fernando Máximo e o chefe da casa civil, Júnior Gonçalves, o deputado Cirone Deiró cobrou a execução d