Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

ÁGUA: Caerd intensifica obras para combater desperdício


Porto Velho já saiu da fase crítica de desperdício de água com investimentos superiores a R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) por parte da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia – Caerd. A declaração é do engenheiro Mario Gaspar, coordenador de Gestão Estratégica de Negócios da Caerd, ao destacar que atualmente existem várias frentes de trabalho atuando no sentido de atender com maior eficácia a qualidade da prestação dos serviços de fornecimento de água em todo o Estado. 

Para o engenheiro Mario Gaspar a Caerd já se aproxima dos percentuais de grandes empresas como a Caesb (Brasília) e a Sabesp (São Paulo) no tocante ao controle de desperdício de água. Segundo ele, apesar da Caesb e Sabesp serem grandes companhias e fazerem altíssimos investimentos, ainda assim se registra desperdícios na ordem de 30%. 

O engenheiro Marcio de Jesus Silva, consultor de Suporte Técnico e Controle Operacional da Caerd destaca que com recursos próprios, a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia tirou Porto Velho da fase crítica em 2005, com a aquisição de diversos equipamentos, principalmente hidrômetros e kits cavalete, reformas e limpeza da rede de distribuição, pesquisas e campanhas educativas. 

Destacou o engenheiro Marcio de Jesus foram adquiridos 5 mil hidrômetros somente para a capital em 2007, e que a previsão para o próximo ano, diante da meta de se garantir 100% de água tratada no município de Porto Velho, a previsão é que seja adquirido mais15 mil hidrômetros. 

Otimista com a chegada em 2008 dos recursos do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento idealizado pelo Governo Federal, o engenheiro Sérgio Augusto Portocarreto acredita que Porto Velho passa a ser referência no cenário nacional de abastecimento de água, por ser a primeira capital a garantir atendimento 100% à população nos quesitos de água tratada e rede de esgoto sanitário. “Todos os funcionários da Caerd estão de parabéns, pois a companhia foi a única a atender todas as exigências do Governo Federal e da Caixa Econômica Federal, obedecendo todos os prazos, garantindo assim a liberação de recursos na ordem de R$ 73.000.000,00 (setenta e três milhões de reais) que irá garantir a universalizar do acesso de água tratada para a população urbana de Porto Velho”, complementou. 

Para o gerente de Negócios da Caerd, engenheiro Sérgio Galvão e que é o responsável pelo atendimento de Porto Velho, Candeias do Jamari e Extrema, todo este conjunto de ações e investimentos financeiros garantirá com certeza a melhoria do transporte da água a partir da Estação de Tratamento de Água para a distribuição aos usuários.

O engenheiro Sérgio Galvão também destacou um trabalho de extrema importância desenvolvido por especialistas da Caerd, que é a pesquisa de vazamentos não visíveis. “Trata-se do trabalho de geofonia desenvolvidos por técnicos em pitometria, que fazem a investigação principalmente no percurso das obras de drenagem. Avançamos muito nesta área e hoje podemos dizer que muitas regiões deixaram de ter escalonamento (rodízio) no fornecimento de água, a partir também deste trabalho”, complementou.
 
Segundo Sérgio Galvão com o combate a ligações clandestinas, a conscientização da população, os serviços de geofonia, a limpeza e manutenção das estações de tratamento e da rede de distribuição foi possível já em 2006 atender diariamente com o fornecimento de água, regiões até então consideradas precárias como os bairros São Sebastião I e II, Milagres,  proximidades do Colégio São Pedro, Balsa e também o Costa e Silva. 

O engenheiro Sérgio Galvão também destacou a importância do trabalho de limpeza das tubulações para a melhoria do atendimento da população. Ele anunciou ainda que já se encontra em fase de licitação a contratação de uma empresa especializada para fazer a manutenção da rede de distribuição, inclusive a retirada de vazamentos, o que seguramente vai reforçar as obras que serão iniciadas no próximo ano com a ampliação da rede para atender integralmente toda a capital com água tratada. 

O engenheiro Mario Gaspar, coordenador de Gestão Estratégica de Negócios da Caerd anunciou que além da compra de 15 mil hidrômetros, a companhia também vai adquirir 24 macromedidores, equipamento responsável pela medição de grandes vazões. Ao final, o engenheiro alertou aos consumidores: “Evitando os desperdícios, se economia água e dinheiro”.  Fonte: Ascom

ÁGUA: Caerd intensifica obras para combater desperdício - Gente de Opinião
Porto Velho é a capital que registra a maior perda de água, 78,8%

Mais Sobre Política

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Comissão de Saúde distribui projetos e convoca titular da Sesau para prestar esclarecimentos sobre inúmeros problemas

Na manhã desta terça-feira (8), a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Adailton Fu

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

CPI da Energisa define convocações e convites para ouvir denúncias contra empresa

Em reunião extraordinária nesta quinta-feira (3), a CPI criada pela Assembleia Legislativa de Rondônia para investigar abusos praticados pela Empres

Presidente Laerte Gomes sugere a doação de veículos do Governo para entidades filantrópicas

Presidente Laerte Gomes sugere a doação de veículos do Governo para entidades filantrópicas

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) indicou ao Governo do Estado, a agilização de medidas administrativas e operacionais par

Mariana Carvalho apresentará relatório sobre saúde em Assembleia Mundial

Mariana Carvalho apresentará relatório sobre saúde em Assembleia Mundial

Pela primeira vez uma deputada brasileira é escolhida para relatar a resolução da União Interparlamentar (UIP), um organismo que reúne parlamentares d