Porto Velho (RO) domingo, 24 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Adolescentes recebem qualificação do SIMPI para assessorar pequenos empresários


O Sindicato da Micro e Pequena Industria (Simpi) de Rondônia está qualificando adolescentes para assessorar pequenos empresários na utilização da Web para a expansão dos negócios através da Internet.

O projeto conta com uma turma de 20 alunos de 13 a 18 anos, que estão frequentando aulas no centro de inclusão digital que o Simpi mantém em sua sede, na Capital.

Os estudantes foram encaminhados pela Associação Missionária Casa do Pai, uma entidade sem fins lucrativos que atua no bairro Marcos Freire com assistência a filhos de famílias que vivem com renda per capita de aproximadamente R$ 60,00, segundo um dos dirigentes da entidade, Ezequiel Roque do Espírito Santo.

De acordo com o presidente do Simpi, Leonardo Sobral (FOTO), os cursos oferecidos aos adolescentes visam a formação de mão-de-obra para a construção de sites (Web Design), navegação na internet e digitação, com vistas à inclusão do setor no mercado virtual, e de outro lado aumentar de forma real a renda familiar. Com uma larga experiência na exportação de produtos de Rondônia através da rede de computadores, Leonardo Sobral diz que esta é uma tendência crescente no Estado. "Não se pode esquecer que o nome Amazônia representa uma espécie de grife, que chama a atenção no exterior, abrindo um amplo mercado para os empresários da região". Ele calcula que das cerca de 27 mil empresas que atuam no Estado, aproximadamente só 1000 estão inseridas no mercado virtual".

Para os adolescentes incluídos no projeto, a oportunidade de acesso aos computadores e à internet abre grandes perspectivas. Para Weslei Nunes de Carvalho, 13 anos, estudante da quinta série do Colégio Estadual Marcos Freire, o curso oferecido pelo Simpi é uma oportunidade de contato com os computadores, que na escola é restrito e não dá acesso à internete. Já a adolescente Vanessa Gomes Macedo, 16 anos, também estudante da quinta série do Marcos Freire, sonha com a oportunidade de se qualificar e conquistar um lugar no mercado de trabalho.

A parceria com o Simpi atende ao programa "Desarmando a Violência", desenvolvido pela Associação Missionária Casa do Pai no bairro Marcos Freire. A associação atende 150 crianças com idades entre três e 16 anos. De acordo com Ezequiel Roque do Espírito Santo, a única dificuldade encontrada para a frequência aos cursos oferecidos pelo Simpi tem sido o transporte dos alunos. Até agora ele contou com o apoio de um empresário, que garantiu o pagamento do ônibus por poucos dias, além da ajuda da União dos Municipal de Estudantes, que forneceu carteiras gratuitas para os participantes do projeto.

Fonte: Simpi  (Ana Aranda)

Mais Sobre Política

MP 873/2019 é inconstitucional e visa aniquilar os sindicatos para retirar direitos dos trabalhadores

MP 873/2019 é inconstitucional e visa aniquilar os sindicatos para retirar direitos dos trabalhadores

RETICÊNCIAS JURÍDICAS  -  Por Itamar Ferreira*No seu afã de atacar os sindicatos, afim de evitar mobilizações e reduzir direitos dos trabalhadores, o

Adelino Follador apresenta projeto de Lei que dispensa licenciamento ambiental na extração de cascalho

Adelino Follador apresenta projeto de Lei que dispensa licenciamento ambiental na extração de cascalho

O deputado Adelino Follador (DEM) apresentou na sessão ordinária da última terça-feira (19), o projeto de Lei que acrescenta ao dispositivo da Lei Nº

Léo Moraes afirma que pontos da Reforma da Previdência não correspondem à vontade da sociedade

Léo Moraes afirma que pontos da Reforma da Previdência não correspondem à vontade da sociedade

Durante entrevista realizada pela TV Câmara nesta quinta-feira (21), o deputado federal Léo Moraes afirmou que a Reforma da Previdência precisa ser “a

Audiência pública na Assembleia vai discutir a atuação de profissionais de assistência social, psicologia, nutrição e fonoaudiologia nas escolas

Audiência pública na Assembleia vai discutir a atuação de profissionais de assistência social, psicologia, nutrição e fonoaudiologia nas escolas

Proposta é do deputado estadual Anderson Pereira, autor do Projeto de Emenda Constitucional n. 001/2019A atuação profissional de assistentes sociais,