Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Votorantim quer vender mais três fábricas em São Paulo


Agência O GloboRIO - A Votorantim Celulose e Papel (VCP), que fechou nesta semana um acordo bilionário com a International Paper para focar a atuação em celulose, pretende se desfazer outras unidades de produção de papel. Segundo reportagem do jornal "Valor Econômico", a empresa pretende agora se desfazer de três fábricas de papéis cartões e papéis especiais, adquiridas em sociedade com o grupo Suzano há dois anos, em São Paulo.As participações da Votorantim nessas três unidades são avaliadas, segundo o jornal, de US$ 100 milhões a US$ 150 milhões. A decisão de vender os ativos foi manifestada pelos executivos da VCP em conversa com analistas.A Suzano Papel e Celulose, que divide com a VCP o controle da Ripasa, dona das fábricas, tem o direito de preferência na compra dos ativos. Entretanto, a companhia já possui uma posição importante no segmento de papéis cartões e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) poderia se opor à operação.Se isso ocorrer, a opção seria oferecer a participação da Votorantim nas três fábricas a outros produtores ou investidores. Além delas, a VCP já anunciou, no início de setembro, sua intenção de colocar à venda a fábrica de Mogi das Cruzes (SP), voltada à produção de papéis para decoração e embalagens.

Mais Sobre Política - Nacional

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Futuro ministro afirma que haverá rigor contra crimes de ódio