Quinta-feira, 30 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

'Voto distrital resgata o poder de escolha do eleitor', diz Moreira


Hilda Badenes - Agência O Globo RIO -O deputado e sociólogo Moreira Franco sugeriu o voto distrital puro como base para a reforma política - que deve entrar em pauta no Congresso ano que vem. Moreira alertou para a "promiscuidade" do atual sistema, explicou as vantagens do novo modelo - que é praticado na França e na Inglaterra - e chamou a atenção para a necessidade de mudança: - A capacidade de decisão do eleitor, no atual sistema, é diminuída. Não é hoje ele quem resolve. O Congresso hoje não reflete o pensamento, a vontade e os costumes dos eleitores. E sim das lideranças partidárias, são eles que escolhem. Este sistema está completamente depravado, a promiscuidade campeia. O voto distrital resgata o poder do eleitor de escolher em quem vai votar - diz o deputado, que enumerou ainda outras vantagens do sistema: - Permite que o eleitor faça campanha contra quem ele não quer que seja eleito, porque é voto majoritário. O candidato fica mais próximo, vinculado ao eleitorado, que vai poder acompanhar passo a passo o desempenho do seu mandato. Como a eleição é majoritária, o eleitor dificilmente esquece o nome do parlamentar que elegeu como acontece hoje em dia. Fora isso, o custo da campanha é infinitamente menor do que o atual. Hoje, o candidato faz campanha no estado inteiro. Eleição mais barata significa menos caixa dois. Indagado se candidatos de expressão nacional, mas sem redutos eleitorais, não saíram prejudicados na disputa, o deputado protestou: - O que o país precisa não é candidato de vinculação nacional. Tem que ter vinculação com o eleitor. E não esse sistema elitista. Falta hoje representatividade com o eleitor. Moreira Franco se mostrou contra a proposta de voto distrital misto, com voto em lista fechada para candidatos proporcionais, conforme sugere o jurista Luís Roberto Barroso, do Instituto Idéias. E alertou para o fortalecimento das chamadas "oligarquias partidárias". - No Brasil de hoje, os comandos dos atuais partidos têm autoridade moral para fazer lista? O voto em lista é a cassação do direito do eleitor de escolher seu parlamentar. O andamento da reforma política, diz o deputado, vai depender do engajamento do próximo presidente da República. - Lamentavelmente, o Congresso vive uma crise de tal dimensão que não vai ter autoridade para ele próprio promover essa reforma. A reforma política é decorrente do engajamento do presidente. Se não tiver proposta do presidente para encaminhar e liderar a reforma, ela não sairá - alertou

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 30 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Quinta-feira, 30 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)