Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

'Voto distrital resgata o poder de escolha do eleitor', diz Moreira


Hilda Badenes - Agência O GloboRIO -O deputado e sociólogo Moreira Franco sugeriu o voto distrital puro como base para a reforma política - que deve entrar em pauta no Congresso ano que vem. Moreira alertou para a "promiscuidade" do atual sistema, explicou as vantagens do novo modelo - que é praticado na França e na Inglaterra - e chamou a atenção para a necessidade de mudança:- A capacidade de decisão do eleitor, no atual sistema, é diminuída. Não é hoje ele quem resolve. O Congresso hoje não reflete o pensamento, a vontade e os costumes dos eleitores. E sim das lideranças partidárias, são eles que escolhem. Este sistema está completamente depravado, a promiscuidade campeia. O voto distrital resgata o poder do eleitor de escolher em quem vai votar - diz o deputado, que enumerou ainda outras vantagens do sistema:- Permite que o eleitor faça campanha contra quem ele não quer que seja eleito, porque é voto majoritário. O candidato fica mais próximo, vinculado ao eleitorado, que vai poder acompanhar passo a passo o desempenho do seu mandato. Como a eleição é majoritária, o eleitor dificilmente esquece o nome do parlamentar que elegeu como acontece hoje em dia. Fora isso, o custo da campanha é infinitamente menor do que o atual. Hoje, o candidato faz campanha no estado inteiro. Eleição mais barata significa menos caixa dois.Indagado se candidatos de expressão nacional, mas sem redutos eleitorais, não saíram prejudicados na disputa, o deputado protestou:- O que o país precisa não é candidato de vinculação nacional. Tem que ter vinculação com o eleitor. E não esse sistema elitista. Falta hoje representatividade com o eleitor.Moreira Franco se mostrou contra a proposta de voto distrital misto, com voto em lista fechada para candidatos proporcionais, conforme sugere o jurista Luís Roberto Barroso, do Instituto Idéias. E alertou para o fortalecimento das chamadas "oligarquias partidárias".- No Brasil de hoje, os comandos dos atuais partidos têm autoridade moral para fazer lista? O voto em lista é a cassação do direito do eleitor de escolher seu parlamentar.O andamento da reforma política, diz o deputado, vai depender do engajamento do próximo presidente da República.- Lamentavelmente, o Congresso vive uma crise de tal dimensão que não vai ter autoridade para ele próprio promover essa reforma. A reforma política é decorrente do engajamento do presidente. Se não tiver proposta do presidente para encaminhar e liderar a reforma, ela não sairá - alertou

Mais Sobre Política - Nacional

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

Presidente Jair Bolsonaro extingue horário de verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (25) decreto que extingue a medida, em cerim

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Senador Marcos Rogério sugere o afastamento cautelar de diretor-geral da ANTT

Na manhã desta terça-feira, durante a abertura da reunião da Comissão de Infraestrutura, o senador Marcos Rogério sugeriu o afastamento cautelar do

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

O governo federal determinou a revisão dos contratos da Petrobras que estão em vigor para patrocínios ligados ao setor de cultura. Em publicação hoje 

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p