Porto Velho (RO) terça-feira, 24 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Vôo 1907: advogado americano que atende parentes das vítimas pode ser preso


Agência O Globo VITÓRIA - O advogado americano Charles B. Musslewhite, que atende as família das vítimas do vôo 1907, da Gol, está sendo acusado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Espírito Santo de exercício ilegal da profissão. O advogado teria publicado anúncios oferecendo seus serviços no Espírito Santo, o que é proibido pelo Conselho Federal da OAB, e pode ser preso se insistir em realizar uma reunião com familiares das vítimas do acidente que vitimou 154 pessoas no final de setembro. O caso foi denunciado nesta segunda-feira ao presidente nacional da OAB, Roberto Busato, e ao procurador da República interino em Cachoeiro de Itapemirim, José Nilso de Lírio. De acordo com o emissário do advogado americano, Amim Sucre Zeituni, a captação de clientes e a abordagem feita por advogados estrangeiros não é ilegal nos Estados Unidos. - Antes de fazermos o anúncio, conversamos com um advogado no Brasil e ele disse que isso também não é ilegal aqui - explicou Amim, que não disse quem, e nem de onde é o advogado que teria dado essa informação. O advogado Charles B. Musslewhite, segundo os anúncios por ele publicados em jornais de Vitória e Cachoeiro, é de um escritório com endereço em Houston, no Texas, EUA. Segundo ele afirma na propaganda, seu objetivo principal "é o de representar as famílias das vítimas do acidente com o vôo 1907 da Gol perante os Tribunais dos Estados Unidos". O avião da Gol se chocou no ar com o jato Legacy, de propriedade de uma empresa dos Estados Unidos e pilotado por americanos. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, na manhã desta terça-feira, o presidente da OAB seccional capixaba, Agesandro da Costa Pereira condenou a postura do advogado americano e deu conselhos aos parentes das vítimas que pretendem entrar com ações na Justiça por causa do acidente aéreo. - O que esse advogado está fazendo é proibido pelo código de ética em vigor. Ele não pode assediar nenhum cliente, deve esperar que o cliente o procure. Isso é chamado de aliciamento ilegal de clientela e constitui infração disciplinar. Se tivesse que aconselhar os parentes das vítimas, diria para procurar os advogados brasileiros, respeitados pelo seu nome, pela sua conduta e pela sua dignidade - disse o presidente da OAB-ES. Um dos familiares das vítimas do acidente contou como o advogado assediava esses parentes. Segundo Ertélvio Monteiro Nunes, irmão da auditora ambiental Erthelviane Bortolozo, uma das vítimas d acidente, os advogados estavam hospedados no mesmo hotel dos parentes das vítimas em Brasília. Ertélvio disse ainda que vários advogados chegaram a ligar para os telefones particulares dos familiares oferecendo os serviços.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu