Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Vivo: fraudes, bloqueio de celulares em SP e Copa ajudaram a piorar resultados


Agência O Globo RIO - A Vivo, maior operadora de telefonia celular do país, divulgou nesta sexta-feira um prejuízo de R$ 493,1 milhões no segundo trimestre deste ano, um resultado negativo 95,1% maior que os R$ 252,7 milhões registrados no mesmo período do ano passado. A empresa afirma que a redução de clientes inativos por fraudes, o bloqueio de celulares perto de presídios em São Paulo e a Copa do Mundo ajudaram a piorar o resultado. A receita líquida foi de R$ 2,59 bilhões, uma queda de 9,8% na comparação com igual trimestre de 2005, uma vez que a Vivo decidiu reduzir a base de clientes, com a eliminação dos inativos que não conseguiu reativar. "Alguns desses clientes estavam inativos por fraudes e outros acumulavam débitos com a companhia", informa o balanço. A Vivo informou que o bloqueio do uso de celulares nas regiões próximas aos presídios de São Paulo, por um período de 20 dias, gerou uma perda de receita de R$ 18 milhões no segundo trimestre. O presidente da companhia, Roberto Lima, informou ainda que o resultado da empresa também foi afetado pela Copa do Mundo, pois nos dias de jogo do Brasil, segundo ele, o tráfego de celular "caiu significativamente". O total de assinantes ao final de março era de 28,52 milhões, praticamente estável em relação ao mesmo trimestre do ano passado, mas 5,4% inferior ao dos três primeiros meses do ano. A provisão para devedores duvidosos (PDD), que há três trimestres consecutivos castiga os resultados da companhia, teve um aumento de 148% neste trimestre ante período semelhante de 2005, para R$ 338,7 milhões. Além dos problemas de clonagem nas regiões em que atua por meio da rede analógica, a Vivo cita no balanço as despesas com migração de clientes para plataformas sistêmicas para evitar o problema. Isso causou um atraso na emissão de faturas, segundo a empresa. Ela também enfrentou aumento no custos de serviços de terceiros, principalmente em processamento de dados. A geração de caixa (Ebitda) foi de R$ 306,3 milhões, uma diminuição de 48,9% sobre o mesmo trimestre do ano passado, o que levou a margem Ebitda da Vivo para 11,8% das receitas, com retração de 9 pontos percentuais. Essa foi a menor margem Ebitda da companhia até hoje

Gente de OpiniãoDomingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)