Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TSE vai divulgar 90% dos votos até meia-noite de domingo


Agência O Globo BRASÍLIA - À meia-noite do próximo domingo, os eleitores brasileiros já vão conhecer os principais resultados das eleições de primeiro turno deste ano. É possível que até as 24 horas do dia primeiro de outubro, 90% dos votos já tenham sido totalizados, informou Giuseppe Dutra Janino, secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Isso será possível porque a partir das 17 horas, quando se encerram as votações nas sessões eleitorais, os votos já começam a ser contabilizados. Os primeiros resultados para os cargos de governador, senador e deputados federais, estaduais e distritais poderão ser divulgados logo após o encerramento do pleito nos estados. Já os levantamentos sobre a disputa para presidência da República, informou Giuseppe, só poderão ser divulgados depois da conclusão da eleição em todos os estados brasileiros. No Acre, por exemplo, em função da diferença de fuso horário, o pleito só se encerrará quando em Brasília for 19 horas.- Ou seja, os primeiros resultados para presidente da República só serão conhecidos pelos estados, de maneira geral, às 19 horas. Em função disso, como o processo da totalização dos votos já terá se iniciado às 17 horas em muitos estados brasileiros, possivelmente às 19 horas já tenhamos em torno de 30% dos votos contabilizados. Essa medida foi tomada para não influenciar a votação onde há diferença de fuso horário - disse o secretário.O secretário de Tecnologia da Informação do TSE disse que cerca de 90% das urnas eletrônicas já estão lacradas, prontas para serem distribuídas nas seções eleitorais.- Essa distribuição é efetuada de acordo com a logística de cada Tribunal Regional Eleitoral, que também está vinculada às dificuldades de acesso aos locais de votação.A previsão da Justiça Eleitoral nestas eleições, disse Giuseppe, é de que em média o eleitor gaste cerca de 60 segundos para concluir a votação. Pelas estatísticas das últimas eleições gerais, em 2002, muitos eleitores gastaram em torno de 45 segundos para votar. Mas a grande maioria gastou entre um minuto e um minuto e meio.- Por isso, estamos calculando que em média um eleitor vai gastar cerca de um minuto para votar em todos seus candidatos. No dia primeiro de outubro, os eleitores terão de digitar no mínimo 21 teclas da urna eletrônica para escolher seus candidatos, isso em caso de não haver erro. Neste pleito eleitoral, serão escolhidos, ao todo, 513 deputados federais, 1059 deputados estaduais ou distritais, 27 senadores, 27 governadores e um presidente da República.O eleitor votará primeiro nos candidatos a deputado federal, cuja identificação será feita por quatro números. Logo depois, será a vez de votar no deputado estadual ou distrital, com cinco algarismos. Depois, é a vez de eleger o senador, representado por três dígitos. A quarta e quinta escolhas serão, respectivamente, para governador e presidente da República. Para esses dois cargos, o eleitor vai digitar os dois algarismos que correspondem ao partido do candidato.

Mais Sobre Política - Nacional

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

Pelo projeto, o produtor que desenvolver uma nova cor de orquídea pode ser liberado da inscrever o produto no RNCA Comissão de Agricultura e Reforma A

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p