Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

TSE não deve manter cassação de candidaturas de políticos investigados


Isabel Braga - Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio de Mello, sinalizou nesta terça-feira que o Tribunal não deve manter a decisão dos Tribunais Regionais Eleitorias (TREs) que rejeitaram o pedido de registro dos candidatos que estão sob investigação, como no caso dos candidatos suspeitos de envolvimento no sanguessugas.Segundo Marco Aurélio, os ministros do TSE vão analisar as impugnações a partir do princípio da não culpabilidade, estabelecido na Lei Eleitoral, que diz que ninguém pode ser condenado antes do processo julgado em última instância. Em outras ocasiões, ele havia afirmado que deveria ser levado em conta, nos julgamentos, o princípio da administração pública, que exige moralidade para servidores públicos, o que poderia manter as impugnações dos TREs em caso de candidatos investigados pela Justiça ou pelo Congresso. O ministro voltou a fazer um apelo ao eleitor.- Nós atuamos de acordo com a lei. O que não ocorre com o eleitor, portanto, a palavra está com o eleitor. Que ele no dia primeiro de outubro compareça às sessões eleitorais de forma consciente e faça a seleção que é preciso ser feita - disse Marco Aurélio.Na semana passada, entre os pedidos de candidatura cassados temporariamente pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TER-RJ), por envolvimento com a máfia dos Sanguessugas, estão os deputados Paulo Baltazar (PSB), Elaine Costa (PTB), Fernando Gonçalves (PTB) e Reinaldo Gripp (PL). Paulo Baltazar já protocolou recurso no TSE.

Mais Sobre Política - Nacional

GENTE QUE MUITO PULA

GENTE QUE MUITO PULA

É melhor ficar quieto e deixar que pensem que você talvez tenha errado do que mexer-se e tirar a dúvida

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos