Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Título eleitoral de morto é usado para votar


Agência O GloboRIO - O voto de um eleitor foi motivo de piada e de revolta em uma pequena cidade de Santa Catarina. De acordo com os registros da Justiça Eleitoral de Timbé do Sul um eleitor morto há quatro anos foi à seção eleitoral e votou no primeiro turno. Só agora a irregularidade veio a público.O comprovante eleitoral assinado não deixa dúvidas. Abel Dal Ponte votou no primeiro turno das últimas eleições. Não fosse o fato da assinatura ser falsificada e do empresário estar morto há quatro anos.Quem votou no lugar do morto pode ter usado uma segunda via do título eleitoral. Já que o documento original está com a viúva, Osvalda. O cartório de registro civil comunica a morte do eleitor para o cartório eleitoral. Mas o nome do seu Abel só foi cancelado 17 dias depois do primeiro turno deste ano, apesar dele ter falecido em 2002. A demora pode ter facilitado a fraude.Abel Dal Ponte era um empresário conhecido em Timbé do Sul, município com 5 mil habitantes no interior de Santa Catarina. Agora a polícia quer saber como alguém conseguiu entrar na seção eleitoral, assinar e votar no lugar do morto, sem levantar suspeitas.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di