Porto Velho (RO) sábado, 19 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Título eleitoral de morto é usado para votar


Agência O GloboRIO - O voto de um eleitor foi motivo de piada e de revolta em uma pequena cidade de Santa Catarina. De acordo com os registros da Justiça Eleitoral de Timbé do Sul um eleitor morto há quatro anos foi à seção eleitoral e votou no primeiro turno. Só agora a irregularidade veio a público.O comprovante eleitoral assinado não deixa dúvidas. Abel Dal Ponte votou no primeiro turno das últimas eleições. Não fosse o fato da assinatura ser falsificada e do empresário estar morto há quatro anos.Quem votou no lugar do morto pode ter usado uma segunda via do título eleitoral. Já que o documento original está com a viúva, Osvalda. O cartório de registro civil comunica a morte do eleitor para o cartório eleitoral. Mas o nome do seu Abel só foi cancelado 17 dias depois do primeiro turno deste ano, apesar dele ter falecido em 2002. A demora pode ter facilitado a fraude.Abel Dal Ponte era um empresário conhecido em Timbé do Sul, município com 5 mil habitantes no interior de Santa Catarina. Agora a polícia quer saber como alguém conseguiu entrar na seção eleitoral, assinar e votar no lugar do morto, sem levantar suspeitas.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul