Quarta-feira, 22 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Temor da PRF se confirma e aumentam acidentes na Páscoa


Número de acidentes foi 23,86% maior que em 2006; 79 pessoas morreram

A Polícia Rodoviária Federal registrou aumentos nos números de acidentes, mortos e feridos na Operação Semana, encerrada ontem à meia-noite. Foram contabilizados 1.744 acidentes, 1.149 feridos e 79 vítimas fatais. Na operação de 2006 foram 1.408 acidentes (+23,86%), 889 feridos (+29,25%) e 77 mortes (+2,60%).

De acordo com técnicos da Coordenação-Geral de Operações da PRF, houve um aumento médio de 30% no fluxo de veículos, com picos próximos a 40% nos corredores metropolitanos. Na avaliação dos técnicos da CGO, a situação dos aeroportos provocou reflexos no trânsito das rodovias federais durante o feriado, levando um número maior de pessoas a optarem pelo modal rodoviário.

O dia mais violento da operação foi o domingo, quando foram computados 639 acidentes, com 359 feridos e 29 mortes. No primeiro dia da operação, na quinta-feira, que marcou a ida do feriado, foram registrados 507 acidentes, 337 feridos e 16 mortes. Durante os quatro dias de operação, foram fiscalizados 96.433 veículos, dos quais 20.995 foram autuados por diversas infrações. Um total de 1.102 veículos foram retidos e 359 CNHs foram recolhidas.

Mais uma vez o ranking de acidentes foi liderado por Minas Gerais, 324 no total. Depois vêm Santa Catarina (210), São Paulo (164), Rio Grande do Sul (158) e Rio de Janeiro (151). Minas Gerais foi novamente o estado com maior número de mortos, com um total de 15 vítimas fatais. Em seguida vem São Paulo (14), Rio de de Janeiro (09), Goiás e Santa Catarina (05) e Mato Grosso do Sul e Maranhão (04). Minas também registrou o maior número de feridos, 201. Depois vêm Santa Catarina (157), Paraná (99), Rio Grande do Sul (81) e São Paulo (73).

A explicação para a grande diferença nos porcentuais de feridos (quase 30%) e mortes (menos de 3%) reside no trabalho de resgate de vítimas de acidentes que PRF desenvolve ao longo da malha viária federal. Graças ao pronto atendimento prestado, inclusive com o emprego de helicópteros e UTIs móveis, a sobrevida da vítima é aumentada. Também se estabelece como prioridade para o policiamento ostensivo preventivo os pontos com registro de acidentes de maior gravidade, uma vez que é a preservação da vida é o principal objetivo do trabalho da PRF.

Fonte: PRF

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 22 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Quarta-feira, 22 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)