Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Temor da PRF se confirma e aumentam acidentes na Páscoa


Número de acidentes foi 23,86% maior que em 2006; 79 pessoas morreram

A Polícia Rodoviária Federal registrou aumentos nos números de acidentes, mortos e feridos na Operação Semana, encerrada ontem à meia-noite. Foram contabilizados 1.744 acidentes, 1.149 feridos e 79 vítimas fatais. Na operação de 2006 foram 1.408 acidentes (+23,86%), 889 feridos (+29,25%) e 77 mortes (+2,60%).

De acordo com técnicos da Coordenação-Geral de Operações da PRF, houve um aumento médio de 30% no fluxo de veículos, com picos próximos a 40% nos corredores metropolitanos. Na avaliação dos técnicos da CGO, a situação dos aeroportos provocou reflexos no trânsito das rodovias federais durante o feriado, levando um número maior de pessoas a optarem pelo modal rodoviário.

O dia mais violento da operação foi o domingo, quando foram computados 639 acidentes, com 359 feridos e 29 mortes. No primeiro dia da operação, na quinta-feira, que marcou a ida do feriado, foram registrados 507 acidentes, 337 feridos e 16 mortes. Durante os quatro dias de operação, foram fiscalizados 96.433 veículos, dos quais 20.995 foram autuados por diversas infrações. Um total de 1.102 veículos foram retidos e 359 CNHs foram recolhidas.

Mais uma vez o ranking de acidentes foi liderado por Minas Gerais, 324 no total. Depois vêm Santa Catarina (210), São Paulo (164), Rio Grande do Sul (158) e Rio de Janeiro (151). Minas Gerais foi novamente o estado com maior número de mortos, com um total de 15 vítimas fatais. Em seguida vem São Paulo (14), Rio de de Janeiro (09), Goiás e Santa Catarina (05) e Mato Grosso do Sul e Maranhão (04). Minas também registrou o maior número de feridos, 201. Depois vêm Santa Catarina (157), Paraná (99), Rio Grande do Sul (81) e São Paulo (73).

A explicação para a grande diferença nos porcentuais de feridos (quase 30%) e mortes (menos de 3%) reside no trabalho de resgate de vítimas de acidentes que PRF desenvolve ao longo da malha viária federal. Graças ao pronto atendimento prestado, inclusive com o emprego de helicópteros e UTIs móveis, a sobrevida da vítima é aumentada. Também se estabelece como prioridade para o policiamento ostensivo preventivo os pontos com registro de acidentes de maior gravidade, uma vez que é a preservação da vida é o principal objetivo do trabalho da PRF.

Fonte: PRF

Mais Sobre Política - Nacional

Gilmar Mendes manda soltar Beto Richa

Gilmar Mendes manda soltar Beto Richa

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus para soltar o ex-governador Beto Richa, preso após suspeita de lid

Sebrae questiona no STF a MP que cria a Abram

Sebrae questiona no STF a MP que cria a Abram

Com apoio da OAB, instituição se manifesta contra retirada de recursos dos pequenos negócios

No meio da crise, despesa com o Judiciário aumenta em R$ 8,1 bilhões

No meio da crise, despesa com o Judiciário aumenta em R$ 8,1 bilhões

O gasto de todo o Poder Judiciário com folha de pagamento cresceu 11% (ou R$ 8,1 bilhões); no mesmo período, a economia do país retraiu 5,6%...

Toffoli diz que Moro tentou burlar STF e suspende ação contra Guido Mantega

Toffoli diz que Moro tentou burlar STF e suspende ação contra Guido Mantega

Ministro que assumiu nesta quinta-feira a presidência do STF também estendeu a suspensão ao casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, também